Presidente da Islândia exalta 'vitória enorme' e mira semis: "Por que não?"

Do UOL, em São Paulo

O presidente eleito da Islândia, Gudni Johannesson, está otimista com a campanha da seleção de seu país na Eurocopa de 2016. Em entrevista ao jornal esportivo espanhol As, Johannesson comemorou a "vitória enorme" sobre a Inglaterra nas oitavas de final, e se empolgou com a possibilidade de ver o time chegar ainda mais longe na competição.

"Foi uma vitória enorme, um êxito maiúsculo. Não há palavras que possam descrever o que fizemos", afirmou o chefe de estado, que só assume o cargo em agosto de 2016, após o término do mandato de Ólafur Ragnar Grímsson na presidência. "Em termos de magnitude e interesse mundial, diria que este é o maior triunfo da história do esporte na Islândia", completou.

O futuro presidente, eleito no dia 25 de junho, explica que os torcedores islandeses, embora tenham diferenças internas, conseguem apoiar juntos a seleção local. "Ainda que tivéssemos perdido para a Inglaterra, os jogadores teriam voltado para casa como heróis", assegurou.

A Islândia volta a entrar em campo no dia 3 de julho, quando disputa seu compromisso das quartas de final contra a França, anfitriã do torneio. Mesmo assim, Gudni Johannesson acredita ser possível passar pelos donos da casa e chegar às semifinais da Euro 2016.

"Por que não? Agora vamos à próxima partida com muita vontade. Se conseguimos vencer a Inglaterra, podemos fazer o mesmo com a França, ainda que seja a anfitriã e jogue diante de sua torcida", afirmou, sem garantir presença no estádio. "Ninguém poderia imaginar que, a esta altura, haveria uma partida importante como este", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos