Contrato de 4 anos e pagamento parcelado: Maicon é 2º mais caro da história

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo fechou na noite de terça-feira a contratação definitiva do zagueiro Maicon, 27, e agora resolve pendências burocráticas como trocas e assinaturas de documentação do negócio que envolveu os jovens Lucão e Inácio. Segundo apurou o UOL Esporte, o zagueiro assinará contrato de quatro anos e o São Paulo pagará os 6 milhões de euros (R$ 22 milhões) parceladamente em três anos.

Pelo valor desembolsado pelo São Paulo, Maicon será a contratação mais cara da história do clube. Proporcionalmente, em valor pelo que foi pago pelos direitos econômicos, ele ainda fica atrás de Paulo Henrique Ganso. por quem o clube investiu R$ 16 milhões em setembro de 2012 por 32% dos direitos econômicos - o grupo DIS fechou o acordo, que rendeu R$ 24 milhões ao Santos. (Ouça no Tabelinha - PVC e Menon: São Paulo pagou caro por Maicon, mas trouxe um ídolo e um líder. Clique aqui).

Envolvidos no negócio para compor a proposta, o zagueiro Lucão e o lateral esquerdo Inácio já devem viajar na semana que vem para Portugal para se juntarem ao Porto. Apesar da saída, o São Paulo ainda terá parte dos direitos econômicos de cada um para vender futuramente.

O ajuste de orçamento feito pelo São Paulo para realizar a contratação milionária passa pelo avanço do clube na Copa Libertadores. Segundo a diretoria, o clube teve uma receita de R$ 18 milhões entre bilheteria e premiações da Conmebol por ter avançado às quartas de final e, depois, à semifinal. A previsão orçamentária de 2016 do São Paulo trabalhava apenas com o avanço até as oitavas de final.

O São Paulo também avalia que sai no lucro ao enviar Lucão ao Porto porque o zagueiro vivia fase negativa e até agora só havia recebido propostas de empréstimos sem custos. Com ele em Portugal, o São Paulo acredita que a parcela dos direitos que manterá poderão valer mais do que os 100% que detinha com o jovem no Morumbi.

Maicon joga nesta quarta-feira contra o Fluminense, provavelmente como capitão do São Paulo, em partida no Morumbi válida pelo Brasileirão. Toda a negociação foi conduzida pelo diretor executivo de futebol Gustavo Vieira de Oliveira, em Portugal.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos