Jogador é baleado dentro do estádio e pode ter perna amputada

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Atlético-AC

    Josy, meia do Atlético-AC, foi baleado na perna dentro do alojamento do time

    Josy, meia do Atlético-AC, foi baleado na perna dentro do alojamento do time

O meio-campista Josy, camisa 10 e principal nome do Atlético Acreano, estava em seu quarto no alojamento da equipe quando foi surpreendido com um tiro na perna direita vindo da janela oposta. O crime aconteceu na noite da quarta-feira (29).

O atleta passou por duas cirurgias e não corre risco de morrer. Mas como a bala atingiu uma artéria importante, Josy pode ter a perna amputada, segundo informou o presidente do clube, Edson Izidoro.

"Ele levou um tiro de escopeta, em cima do joelho direito, mas o chumbo pegou nas duas pernas", disse o cartola, muito abalado, nesta quinta. "Trinta minutos depois ele estava no hospital, mas perdeu bastante sangue e a circulação não estava sendo total na perna direita. O médico falou que se o sangue não circular normal, vai necrosar [a perna] e ter que amputar."

De acordo com o cartola, o jogador está consciente, mas da última vez que amigos tentaram conversar com ele Josy se mostrou um pouco tonto e preferiu descansar.

As circunstâncias do crime ainda estão sendo apuradas pela Polícia Civil, e o depoimento da vítima é considerado importante para esclarecer os fatos. O presidente do clube afirma acreditar na hipótese de que o crime tenha sido um assalto, embora nenhum objeto ou dinheiro tenha sido levado do alojamento da equipe, que fica dentro do estádio atleticano.

No último dia 19, o local tinha sido alvo de um roubo em que foram levados pertences dos quatro jogadores que moram lá.

"A Casa do Atleta fica dentro do estádio, mas a parte de trás do estádio não tem muro e fica fácil o acesso a qualquer um", disse o cartola. "Infelizmente essa é a realidade do clube." O Atlético-AC disputa a Série D do Brasileiro e é o atual campeão acreano.

Como Josy é o principal nome da equipe, a notícia provocou comoção no Acre. "Minha relação com ele é de pai pra filho", disse Izidoro sobre o meio-campista canhoto, que tem 27 anos e fez a carreira em clubes de pequena e média expressão das regiões Norte e Nordeste. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos