Neymar ganhará mais que Messi agora, diz jornal. Veja valores

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

A longa negociação entre o estafe de Neymar e o Barcelona, aliada ao assédio de grandes equipes europeias sobre o craque, obrigou o clube catalão a desembolsar uma quantia astronômica para impedir a saída do astro. Com a renovação de contrato até 2021, o brasileiro passa a ser o jogador com o maior salário fixo no elenco culé: 25 milhões de euros líquidos por temporada (cerca de R$ 90 milhões), 3 milhões de euros a mais que Lionel Messi. A informação foi publicada pelo diário Marca neste sábado.

O reajuste foi motivado pela postura ofensiva do PSG nas negociações para contratar o atacante brasileiro. Determinado a tirar o craque da Catalunha, o clube francês aceitou pagar 190 milhões de euros (aproximadamente R$ 680 milhões) por sua rescisão contratual, além de um salário de 40 milhões de euros líquidos por ano (R$ 144 milhões).

Marcos Motta, advogado de Neymar, escreveu no Twitter que o jogador e o clube catalão "assinaram o maior contrato em vigor da história do futebol". O empresário Wagner Ribeiro seguir a mesma linha: "Neymar é o jogador de futebol de maior valor no futebol". As mensagens foram criticadas por André Cury, representante do Barcelona na América Latina.

O Barcelona oficializou os valores da nova cláusula de rescisão contratual de Neymar. Serão 200 milhões de euros (R$ 720 milhões) no primeiro ano do contrato, 222 milhões (R$ 800 milhões) na segunda temporada e 250 milhões de euros (R$ 900 milhões) nos últimos três anos do contrato. 

Um fator decisivo nas conversas que selaram a permanência do brasileiro no Camp Nou foi a garantia que os dirigentes do Barcelona deram ao pai de Neymar de que os problemas com o fisco espanhol serão solucionados pelo clube catalão. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos