Barcelona perde terreno e precisará pagar R$ 129 mi ao governo espanhol

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Albert Gea

    Presidente do Barça, Josep María Bartomeu, precisará repassar o valor milionário para o governo

    Presidente do Barça, Josep María Bartomeu, precisará repassar o valor milionário para o governo

O Barcelona terá que pagar 47 milhões de euros (R$ 171 milhões) para a Corte Espanhola após a Justiça local cancelar uma venda que havia sido feita em 2005. Passados 11 anos, o Barça havia recebido 35.4 milhões (R$ 129 milhões) em 1 de março para que investimentos fossem feitos no local. O terreno é equivalente a 10 mil metros quadrados de superfície localizados em L'Hospitalet de Llobregat, ao sul de Barcelona.

O contrato previa que o terreno e o valor repassado ao clube deveriam ser utilizados para urbanizar a área a partir da construção de mil apartamentos, um hotel, uma estação de energia elétrica, além de serviços de infraestrutura como estradas e cabeamentos. No entanto, essas condições não foram respeitadas. Por esta razão, "a decisão arbitral concluiu que o Barcelona terá que cancelar a operação iniciada em 2005". A explicação foi dada em um comunicado oficial emitido pelo clube.

"O valor foi fixado em 47 milhões de euros. Os 35 milhões daquela época foram reajustados", informou o Barcelona. Este é um novo revés financeiro para o clube, que precisou desembolsar, nos últimos dias, 5.5 milhões de euros (R$ 20 milhões) para evitar processos judiciais relacionados a problemas fiscais envolvendo a transação de Neymar. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos