Contrato de Simeone tem cláusula que permite acerto com seleção, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

  • Javier Soriano/AFP Photo

    Diego Simeone é o mais cotado para o cargo de técnico da seleção argentina

    Diego Simeone é o mais cotado para o cargo de técnico da seleção argentina

O técnico Diego Simeone é um dos cotados pela Associação Argentina de Futebol para assumir o comando da seleção após o pedido de demissão de Tata Martino.

Segundo o jornal espanhol "As", o técnico teria uma cláusula em seu contrato com o Atlético de Madri que permitiria a rescisão contratual unilateral caso recebesse uma proposta para comandar a seleção argentina. Com vínculo até 2020, Simeone nunca escondeu que seu sonho era dirigir a seleção e, com a renúncia de Tata, a chance ganhou mais força.

Ainda de acordo com a publicação, Lionel Messi veria "com bons olhos" a chegada do treinador à seleção, o que poderia fazê-lo reconsiderar sua aposentadoria, anunciada após o fracasso na Copa América Centenario.

Simeone começará nesta semana a pré-temporada no Atlético. No clube, o argentino tornou-se o técnico mais bem remunerado do futebol espanhol, superando Luis Enrique e Zinedine Zidane, treinadores de Barcelona e Real Madrid, respectivamente.

Contudo, a possibilidade de trabalhar na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, estaria deixando o treinador tentado a aceitar uma possível proposta. Após perder a segunda final da Liga dos Campeões, Simeone havia deixado seu futuro em aberto, já que havia considerado um "fracasso" os resultados negativos diante do maior rival, o Real Madrid.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos