Flu aciona MP e Polícia para punir 'vândalos' de protestos nas Laranjeiras

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bernardo Gentile/UOL

    Polícia já havia sido chamada para reforçar patrulha na frente da sede tricolor

    Polícia já havia sido chamada para reforçar patrulha na frente da sede tricolor

O Fluminense resolveu se movimentar após os protestos registrados na última terça-feira (05) na sede das Laranjeiras – antes e após o treinamento do time profissional de futebol. O clube acionou Ministério Público e Polícia Militar para, a partir de imagens, identificar e punir os "vândalos" que deram pontapés no ônibus que carregava jogadores e quebraram uma janela do veículo.

Em nota, o clube disse entender a insatisfação da torcida com os últimos resultados, mas repudiou a maneira pela qual se deu o violento protesto.

"O Fluminense Football Club condena veementemente a atitude de alguns integrantes de torcidas organizadas que nesta terça-feira, além de tentarem invadir o clube, atiraram uma pedra no ônibus da delegação, na saída das Laranjeiras, rumo a Volta Redonda, para o jogo contra o Ypiranga, válido pela Copa do Brasil. O Fluminense entende a insatisfação dos torcedores e até mesmo a posição política, manifestada durante o protesto, mas não compactua e não aceita violência. As imagens dos agressores foram amplamente divulgadas pela imprensa e certamente serão usadas nas investigações da Polícia Militar e do Ministério Público, acionados para identificar os responsáveis pelos atos de vandalismo. Da mesma forma, puniremos os vândalos que por ventura venham a ser identificados como sócios do clube", disse o comunicado assinado pela comunicação institucional do Tricolor.

Reprodução
O ônibus utilizado pelos jogadores tricolores teve vidro quebrando por torcedores em protesto

A manifestação da última terça-feira foi a segunda em menos de cinco dias na sede do clube. Na sexta (1), integrantes de organizada já haviam causado confusão na porta das Laranjeiras, xingando jogadores, tentando invadir o local e dando trabalho para a segurança.

Apesar do cunho político, os protestos são motivados especialmente pelos resultados ruins em campo. O clube amargou três derrotas nos últimos cinco jogos do Campeonato Brasileiro e caiu para a 12ª colocação na tabela.

O Tricolor volta a campo nesta quarta-feira, quando receberá o Ypiranga-RS pela 3ª fase da Copa do Brasil. Inicialmente o jogo seria em Edson Passos, na estreia da nova casa do time, mas a Globo pediu para o jogo ser transferido para Volta Redonda por conta de logística e segurança.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos