País de Gales x Portugal é crucial para o Bola de Ouro. Entenda o cenário

Do UOL Esporte, em Paris

  • AP Photo/Petr David Josek

    Bale e companhia comemoram vaga de Gales na semifinal da Eurocopa

    Bale e companhia comemoram vaga de Gales na semifinal da Eurocopa

Cristiano Ronaldo ou Messi? Quem será o terceiro concorrente? O Bola de Ouro, troféu da Fifa dado ao melhor jogador da temporada no Mundo, tem na edição de 2016 o maior equilíbrio da história de acordo com a mídia internacional. E o duelo entre País de Gales e Portugal, nesta quarta-feira, ás 16h (de Brasília), pela semifinal da Eurocopa, tem status de crucial na disputa.

O motivo principal, claro, é o duelo entre Cristiano Ronaldo e Gareth Bale. Ambos carregam o título da Liga dos Campeões pelo Real Madrid como trunfo e caminhar com a seleção até a final da Eurocopa será essencial para conquistar adeptos pela luta ao prêmio.

"O caso do Bale é ainda mais forte. Chegou com a sombra de vários jogadores e hoje já escuto falarem que ele é o melhor da temporada. A campanha de País de Gales abre o direito de se pensar assim", destacou Sérgio Férnandez, do jornal espanhol Marca.

Candidatos e situação

Lionel Messi

O argentino é presença certa na disputa. Mas a sexta Bola de Ouro ficou ameaçada com o pênalti falhado na final e o título do Chile na Copa América. Pesam a favor do camisa 10 os títulos do Campeonato Espanhol e da Copa do Rei, e a versatilidade apresentada como artilheiro e armador do Barcelona.

Cristiano Ronaldo

Artilheiro e campeão da Liga dos Campeões. Portugal na semifinal da Eurocopa. Como não o apontar como favorito atualmente? A explicação está no nível das atuações. A queda de rendimento no trecho final do segundo semestre foi grande. Até mesmo na seleção teve atuações criticadas. Só que a vaga para a final o deixa com grande chance do quarto prêmio

Gareth Bale

Fez caminho contrário ao de Cristiano Ronaldo. Teve começo de ano discreto com lesões e falta de gols. Só que virou o principal jogador do Real Madrid na reta decisiva e fez ótima partida na final da Liga dos Campeões. Passou a ser visto como a terceira força por conta da campanha de País de Gales na Eurocopa.

Luis Suárez

Largou na frente na disputa pelo prêmio de melhor no início do ano. No Barcelona se acostumou com gols em todos os jogos e terminou a temporada como o maior goleador da Europa nas grandes ligas. Só que uma lesão na perna direita na final da Copa do Rei, contra o Sevilla, mudou o rumo. O atacante, sem poder atuar, viu da reserva a eliminação do Uruguai na primeira fase da Copa América. A reação explosiva socando o banco de reservas foi marcante.

Neymar

Esteve na última edição do Bola de Ouro e passou a impressão de que estava consolidado na disputa. Só que teve queda de rendimento no trecho final da temporada e viu os concorrentes seguirem caminho contrário. O brasileiro tem na Olimpíada a chance de recuperar parte do prestígio perdido.
 
Antoine Griezmann

O nome do francês voltou a ser forte. Ficou marcado pelo pênalti perdido durante a final da Liga dos Campeões contra o Real Madrid, e pela falta de títulos com o Atlético de Madri. Só que é o artilheiro da Eurocopa, com quatro gols, e tem no possível título da França o maior trunfo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos