Relatório aponta manipulação em jogos de Vasco, Botafogo e mais 4 partidas

Bruno Thadeu, Danilo Lavieri e Vanderlei Lima*

Do UOL, em São Paulo

  • Celso Pupo/Photoarena

    871 pagantes assistiram Vasco 3 x 0 Quissimã, em 2013, que pode ter tido o resultado manipulado

    871 pagantes assistiram Vasco 3 x 0 Quissimã, em 2013, que pode ter tido o resultado manipulado

Relatórios sigilosos feitos por empresas contratadas pela FPF (Federação Paulista de Futebol) para investigar um possível esquema de manipulação de resultados em jogos de futebol oficiais no Brasil mostram que pode ter havido acerto prévio no placar em, pelo menos, seis jogos de diferentes torneios disputados no país.

A informação foi publicada, inicialmente, no portal Globoesporte.com, e sua veracidade foi confirmada ao UOL Esporte por um profissional da empresa responsável pela confecção do relatório. Os jogos foram: Sorocaba 0 x 9 Santo André, pelo torneio paulista Sub-20 de 2015, Audax 3 x 0 Duque de Caxias, pela Copa Rio 2015, Rio Preto 4 x 0 Barueri, pela Série A3 do Campeonato Paulista deste ano, Botafogo 4 x 0 Quissamã, pelo Campeonato Carioca de 2013, Vasco 3 x 0 Quissamã, também pelo Carioca de 2013, e, finalmente, Itapipoca 4 x 0 Icasa, pelo Campeonato Cearense deste ano.

Os relatórios foram feitos por empresas especializadas em observar e apontar mudanças de padrões em sites apostas feitas em sites especializados. Quando as empresas detectam um fluxo incomum de apostas em um determinado jogo (seja uma mudança abruta de tendência do favorito, seja um interesse muito grande por uma partida de um torneio que não costuma atrair muitos apostadores), acende-se o alerta amarelo, e uma investigação - que gera um relatório - é ativada.

Em todos os seis jogos citados acima aconteceram movimentações suspeitas nas apostas, que levaram as empresas a escreverem esses relatórios, que foram parar com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, que tem inquérito aberto para apurar a suspeita de crime.

Nesta quarta-feira, 7 pessoas acusadas de integrar quadrilha que operava na manipulação de resultados de futebol foram presas. Foram expedidos 10 mandados de prisão e dois de busca e apreensão. As prisões integram a Operação Game Over, que investiga a interferência de apostadores asiáticos em resultados de jogos.

A operação policial coordenada pela 5ª Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância do do Rio de Janeiro (Drade) envolveu os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará.

Segundo a polícia, um grupo de apostadores asiáticos acionava dirigentes e atletas de divisões inferiores oferecendo dinheiro em troca de combinação de resultados. Os apostadores procuravam os campeonatos das séries A-2 e A-3 do futebol paulista, além de torneios da elite de Norte e Nordeste.

A Federação Paulista de Futebol comemorou as prisões e disse que esse é um importante passo para combater a prática de manipulação de resultados (veja a nota completa no fim do texto).

* Colaborou Vinícius Segalla

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos