Trânsito e pedido de atletas fazem Vasco treinar na hora do almoço

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Jogadores pediram e Jorginho acatou novo e inusitado horário de treinos no Vasco

    Jogadores pediram e Jorginho acatou novo e inusitado horário de treinos no Vasco

A mobilidade urbana do Rio de Janeiro, um dos temas mais abordados na cidade que receberá os Jogos Olímpicos em agosto, causa reflexos até mesmo no Vasco. Por conta do trânsito, o time de Jorginho passou a adotar recentemente um horário de treino pouco convencional em algumas ocasiões: 11h.

A opção se deu após um consenso entre jogadores, comissão técnica e o Caprres, centro de saúde que engloba preparação física, fisioterapia, fisiologia, psicologia e nutrição. O horário foi adotado durante a semana passada e em situações esporádicas.

Até pouco tempo, as atividades matinais tinham início às 9h, mas como a maioria dos atletas prefere chegar uma ou até duas horas antes para realizar um trabalho de prevenção, muitos tinham que "madrugar" para estar a tempo em São Januário.

Explica-se: quase todo o elenco mora no bairro da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, e o trajeto de acesso para o estádio se dá pela Linha Amarela, principal via de acesso da região no sentido Centro.

Coordenador científico do Vasco, Alex Evangelista revelou o pedido dos jogadores pela mudança e as adaptações que tiveram de ser feitas. O profissional também enfatizou os malefícios causados pelo horário anterior.

"A parte científica agradece ao Jorginho pela capacidade de ouvir. O Caprres tem que saber ouvir também. Tem a questão do descanso e do trânsito. Estar sentado muito tempo (dirigindo) causa um mecanismo de lesão. Com o treino às 9h, tinham que chegar às 7h para fazer o preventivo. Eu, por exemplo, saía de casa às 5h. O atleta é que está pedindo isso. E ele chega uma, duas horas antes para fazer prevenção".

Evangelista também destacou o planejamento nutricional com o novo horário, já que os jogadores treinam na hora do almoço.

"Isso tudo foi discutido sem causar danos a alimentação. Nós temos uma área gourmet onde é oferecida alimentação para eles", disse.

Nesta semana, o Vasco tem treinado no meio termo: às 10h.

Principais obras de mobilidade ainda não estão prontas

Faltando um mês para a Olimpíada, as duas principais obras de mobilidade urbana – Linha 4 do Metrô e TransOlímpica - classificadas como "legados" pela prefeitura do Rio, ainda não estão prontas. O prefeito Eduardo Paes, porém, garante que elas estarão finalizadas a tempo.

Ambas envolvem, em boa parte, a região da Barra da Tijuca, onde moram a maioria dos jogadores do Vasco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos