Gabigol recusa proposta do Chelsea e renova com o Santos até 2021

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Rivaldo Gomes/Folhapress

    Clube inglês estava disposto a pagar 30 milhões de euros para tirar Gabigol do Santos

    Clube inglês estava disposto a pagar 30 milhões de euros para tirar Gabigol do Santos

O atacante Gabriel Barbosa segue a mesma trajetória de Neymar no Santos. Assim como ocorreu com o camisa 10 da seleção brasileira no clube paulista, o UOL Esporte apurou que Gabigol rejeitou uma proposta do Chelsea, da Inglaterra, para renovar contrato com o time da Vila Belmiro. A equipe inglesa fez uma proposta oficial de 30 milhões de euros (cerca de R$ 111 milhões) pelo santista.

Em seu site oficial, o clube paulista confirmou a renovação até 2021. "O Santos Futebol Clube informa que chegou a um acordo com o atacante Gabriel Barbosa e o Departamento Jurídico do Alvinegro está em fase de confecção de minuta contratual para que o camisa 10 tenha vínculo com o clube até 2021. O atual contrato de Gabriel Barbosa é válido até 2019", diz a nota.

Para ficar no Santos, Gabigol receberá um aumento salarial e terá algumas bonificações. No entanto, diferentemente do acordo com Neymar em 2010, o clube paulista não fez um projeto de carreira ao atleta e também não cederá porcentagens dos direitos de imagem ao jogador.

Vale lembrar também que, para segurar Neymar em meio a proposta do Chelsea, o Santos foi obrigado a reduzir o tempo de contrato, de 2015 para 2014. No caso de Gabriel, o vínculo do atacante será estendido.

Gabigol rejeitou o Chelsea porque pretende deixar o Santos como ídolo. Além disso, o sonho do camisa 10 é sair do Brasil para atuar no Real Madrid, da Espanha.

Gabriel ganhou notoriedade depois de ser um dos poucos destaques da seleção brasileira na disputa da Copa América Centenário nos Estados Unidos. A revelação santista começou a competição como reserva e terminou como titular.

Além do Chelsea, outros grandes clubes europeus demonstraram interesse por Gabriel – casos de PSG, da França, e Borussia Dortmund, da Alemanha.

O futebol chinês também tentou tirar Gabigol do Santos. O Hebei Fortune, da China, estava disposto a pagar o valor acima da multa rescisória, estipulada em 50 milhões de euros. Eles ofereceram 5 milhões de euros a mais. Sendo assim, o valor total da transação giraria em torno de 55 milhões de euros (R$ 214 milhões).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos