Atacante problemático do Santos é perdoado e volta a treinar no clube

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Divulgação SantosFC

    O atacante Diogo Vitor coleciona polêmicas extracampo, inclusivo, sumiços do clube

    O atacante Diogo Vitor coleciona polêmicas extracampo, inclusivo, sumiços do clube

O atacante Diogo Vitor, que coleciona problemas extracampo no Santos, foi perdoado pela diretoria santista e voltou a treinar com o time B na manhã desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. O atleta estava sumido há 10 dias, quando faltou ao treino da equipe comandada por Kleiton Lima e não deu justificativa.

Neste período, Diogo Vitor ficou em Minas Gerais, onde mora sua família. Agora, o atacante realizará um trabalho de recondicionamento físico e, por isso, não enfrenta o Nacional pela Copa Paulista neste sábado, em São Paulo.

A participação do atacante na competição ainda é discutida entre Kleiton Lima e a diretoria santista. Há dirigentes no clube que pedem a rescisão contratual do jogador. No entanto, o presidente Modesto Roma lidera o grupo daqueles que ainda acreditam na recuperação da joia santista.

Vale lembrar que, antes de sumir do time B, Diogo Vitor faltou ao treino do elenco principal e foi afastado pelo técnico Dorival Júnior, que declarou publicamente que o jogador é um reflexo da sociedade de hoje – problemática.

UOL Esporte havia revelado no início do mês passado que Diogo Vitor comprou um Camaro após assinar seu primeiro contrato com o Santos e sumiu do clube. Ele é considerado mais uma das grandes revelações das categorias de base do clube paulista. Mas, diferente de Robinho e Neymar, o excesso de problemas extracampo atrapalharam a sua carreira. 

Diogo Vitor coleciona sumiços no Santos e, inclusive, alegou que a sua avó, Maria Luzia, havia morrido para justificar um de seus sumiços neste ano. A cúpula santista ficou sensibilizada com o fato e ligou na casa do jogador, mas se surpreendeu mais uma vez, já que a própria avó atendeu a ligação. Dona Maria diz que ficou surpresa com a história e não sabe dizer se o neto faltou com a verdade ou se enganou, pois quem morreu foi a bisavó do atleta. 

Em abril deste ano, ainda em Minas Gerais, na cidade de Santana da Vargem, o atacante se envolveu em um acidente na madrugada. Ele estava em uma caminhonete que bateu em uma parede, mas ninguém se feriu.

Por tudo isso, Diogo Vitor foi suspenso no Santos e teria, inclusive, seu contrato rescindido. Mas a dificuldade para contratar jogadores no mercado e a qualidade técnica apresentada por ele nos seis anos de categorias de base no clube, fizeram a diretoria santista reavaliar a situação do jovem de 19 anos.

Diogo Vitor ganhou uma oportunidade com Dorival Júnior no elenco profissional. Ele atuou em duas partidas - contra Botafogo e Atlético-PR - e recebeu apoio de comissão técnica e jogadores para dar a volta por cima na vida. O atleta tem fama de craque e 'baladeiro' nos bastidores da Vila Belmiro. A nova indisciplina da revelação santista foi encarada como traição por todos no clube.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos