Final contrasta hegemonia da França em casa com tabu de Portugal na Europa

João Henrique Marques

Do UOL Esporte, em Paris

  • Martin Meissner/AP Photo

A França costuma ganhar torneios de grande escalão do futebol em seu território. E Portugal tem o maior jejum da história da Europa no esporte. São com essas marcas que as seleções chegam à final da Eurocopa neste domingo, às 16h (de Brasília), no Stade de France, em Saint Denis.

Para a França a hegemonia começou a ser criada em 1984, ano em que sediou a Eurocopa pela primeira vez. Com uma campanha de 100% de aproveitamento, após vencer todos os cinco jogos, a seleção ganhou o primeiro título da história.

Conquista ainda maior veio ao ser sede da Copa do Mundo de 1998. Na ocasião, a seleção de Zidane e cia ganhou a disputa com campanha de cinco vitórias e dois empates. A última vez que não chegou à final de um torneio grande de futebol em seu solo foi há 78 anos, na Copa do Mundo de 38, quando a Itália foi campeã. 

Christophe Ena/AP Photo
Na atual edição da Eurocopa, a França chegou à final após cinco vitórias e um empate. Assim, manteve a marca de sequer perder como mandante nas Copas em que foi sede.

Já Portugal é a seleção sem títulos que mais jogos disputou na Eurocopa. Foram 141 partidas no total, sendo 77 vitórias, 34 empates e 30 derrotas.

Portugal ainda tem a desvantagem histórica ao perder os dois jogos válidos pela Eurocopa diante da França. Ambos em confrontos semifinal, sendo o primeiro por 3 a 2, em 1984, e o segundo por 2 a 1, na prorrogação, em 2000.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos