Fim do segredo: Nenê mexer no topete é sinal de perigo aos rivais do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Nenê ajeitou o topete antes da falta: gesto era sinal de que iria cruzar no segundo pau

    Nenê ajeitou o topete antes da falta: gesto era sinal de que iria cruzar no segundo pau

Caso você, zagueiro, enfrente o Vasco e veja Nenê mexendo no topete, tome cuidado, pois o gesto pode não ser apenas um momento de vaidade do camisa 10, já que foi com este ato que o meia deu o sinal para Luan fazer o segundo gol da equipe na vitória por 2 a 0 sobre o Brasil de Pelotas (RS), no último sábado, na Série B.

De acordo com o auxiliar Zinho, que substituiu o suspenso técnico Jorginho à beira do gramado, tudo foi combinado antes da partida.

"O segundo gol nosso foi jogada ensaiada. O Nenê passar a mão no topete era a forma de mostrar para o Luan que ele jogaria a bola no segundo pau".

O lance começou com uma cobrança de falta pelo lado esquerdo na intermediária. Nenê fez o gesto antes de correr para a bola e a cruzou. Ela atravessou a área e encontrou o zagueiro exatamente no segundo pau. Luan fez uma bonita conclusão de primeira com o pé direito.

Além da jogada, outras situações foram previamente estabelecidas antes do duelo com os gaúchos.

"Fomos para o jogo com tudo montado. Até as substituições que íamos fazer nós tínhamos em mente combinado o que poderíamos fazer", declarou Zinho.

Nenê e Andrezinho costumam ser os cobradores oficiais de faltas e escanteios no Vasco. Eles se revezam dependendo do local da infração.

O Cruzmaltino agora dá uma pausa na Série B, onde é líder isolado, e encara o Santa Cruz, às 21h45, em São Januário, pela Copa do Brasil.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos