Com Ronaldo no COL, 9ine recebeu comissão por negócio com estádio da Copa

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Knapp-1.jul.2011/Folhapress

    Ronaldo posa para foto dentro da 9ine, em São Paulo, em 2011

    Ronaldo posa para foto dentro da 9ine, em São Paulo, em 2011

Enquanto Ronaldo ocupou cargo no Comitê Organizador Local da Copa de 2014 (COL), sua empresa, a 9ine, recebeu comissão por intermediar um negócio entre um cliente e um estádio da Copa do Mundo. Documentos obtidos pelo UOL Esporte mostram que a 9ine negociou a venda de cadeiras da Marfinite para a Arena Fonte Nova, em Salvador e, por sua participação, deveria receber R$ 800 mil. Ou seja, 10% do valor do negócio, de R$ 8 milhões.

A reportagem teve acesso ao contrato entre Marfinite e 9ine; o documento, assinado em 2013 (segundo a própria empresa) mas com validade retroativa até 2011, tem como objeto expresso a "intermediação da venda de assentos e demais produtos do portfólio para arenas e ginásios esportivos em geral". O acordo prevê exclusividade, além da comissão de 10% sobre os produtos vendidos. Ele teve validade e foi executado entre 2011 e 2013, com Ronaldo no COL.

Reprodução
Contrato entre 9ine e Marfinite tinha como objeto a intermediação da venda de cadeiras e outros produtos


Ronaldo sempre negou conflito de interesses entre sua atuação à frente da 9ine e o cargo ocupado no COL. "-Não vou me licenciar da 9ine, a minha vida vai continuar normal, mas com muito tempo pensando no Comitê. Não há nenhum tipo de conflito de interesses. Não sou mais influente no conselho de administração do COL do que era ontem. Não houve nenhuma porta que eu bati que não foi aberta. Todo o dinheiro que ganhei jogando futebol e com a minha imagem", disse, ao assumir a posição no Comitê.

Em 2012, o UOL Esporte noticiou que a Marfinite, havia obtido contrato de R$ 8 milhões para fornecer cadeiras para a Fonte Nova, arena do Mundial – a 9ine negou, na época, que tivesse qualquer relação com o acordo. À reportagem, a agência disse não prestar serviço de intermediação, disse que não levaria comissão pelo contrato e que "possui apenas a conta publicitária da Marfinite Arenas".

Outro documento, uma confissão de dívida, mostra que a Marfinite, em 2013, ainda devia à 9ine R$ 376 mil referentes a essa comissão pela intermediação da venda de assentos para a Fonte Nova. Esse outro acordo, assinado por 9ine e Marfinite e com firma reconhecida em cartório, ainda mostra que a agência de Ronaldo emitiu nota para o pagamento da comissão em 07/12/2012 – nesta data o ex-jogador ainda acumulava funções na 9ine e no COL.

Reprodução
Confissão de dívida assinada por 9ine e Marfinite mostra que agência emitiu notas para receber comissão em 2012


A reportagem obteve uma troca de e-mails recente entre 9ine e Marfinite. Em outubro de 2015, um gerente da agência cobra da empresa o pagamento de R$ 384 mil ainda devidos pela comissão, e diz que "Ronaldo Nazário e Marcos Buaiz (empresário e amigo do ex-jogador) estão sendo cobrados por uma solução para este caso". Em resposta, um diretor da Marfinite diz que tentará viabilizar o pagamento.

Reprodução
Por e-mail, 9ine diz que Ronaldo está sendo pressionado para resolver o assunto da dívida


O assunto, inclusive, já foi parar na Justiça. Após não receber o valor integral, a 9ine entrou com uma ação e cobra da Marfinite mais de R$ 600 mil– além da comissão pela intermediação da venda de assentos à Fonte Nova, há também comissão pela prestação do mesmo serviço na Arena Grêmio.

Outro lado

Procurado pela reportagem, Ronaldo respondeu via assessoria de imprensa.

"A assessoria de imprensa do Fenômeno mantém a posição de que, enquanto membro do conselho administrativo do COL, Ronaldo não participava de quaisquer decisões em relação às empresas contratadas por quem reformava os estádios. Nunca teve qualquer influência nesses contratos, que eram negociados diretamente pelos Comitês Estaduais ou administradores dos estádios com seus fornecedores, respeitando o Caderno de Encargos de Estádios."

A Marfinite afirmou que "tivemos um contato com a 9ine, mas eles fizeram mais um trabalho de identidade visual e fortalecimento de marca, não de intermediação de vendas". Avisada sobre a posse dos contratos pelo UOL Esporte, a empresa manteve a resposta e acrescentou que "a equipe de vendas fez um trabalho muito forte, conseguiu alguns estádios, entre eles a Fonte Nova. Temos um produto que consegue atender as normas, saímos na frente de outras empresas".

A Arena Fonte Nova recebeu seis jogos da Copa, em 2014, sendo quatro da primeira fase, um das oitavas (Bélgica x EUA) e outro nas quartas de final (Holanda x Costa Rica).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos