Eterno camisa 10 e ex-companheiro vira inspiração para Rafinha no Cruzeiro

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Meia recebeu o apoio de Alex, ídolo celeste e ex-companheiro nos tempos do Coxa

    Meia recebeu o apoio de Alex, ídolo celeste e ex-companheiro nos tempos do Coxa

Anunciado há uma semana como novo reforço do Cruzeiro, Rafinha foi oficialmente apresentado como jogador do clube nesta manhã de quarta-feira. Depois de três anos servindo o Al-Shabab, da Arábia Saudita, o meia retorna ao futebol brasileiro buscando reviver os bons tempos do Coritiba, clube paranaense que o projetou para o futebol nacional. Na ocasião, o atleta atuou junto com ninguém menos que Alex, eterno camisa 10 do Coxa e do próprio Cruzeiro. O "talento" usou recentemente as redes sociais para enaltecer o ex-companheiro e hoje vira inspiração para Rafinha tentar repetir "pelo menos 10%" que o craque fez em Minas Gerais.

"Conversei bastante com o Alex, que também teve uma passagem vitoriosa no Cruzeiro. Fiquei feliz com a mensagem que me mandou. Não esperava. A gente conversa sempre nas férias. Mas não esperava que faria uma homenagem dessas para mim. Até falei pra ele que se fizer 10% do que ele fez aqui começarei bem aqui no Cruzeiro", comentou Rafinha.

Prestes a completar 33 anos, Rafinha assinou um contrato até junho de 2018. No Cruzeiro, o jogador irá utilizar a camisa 70, já que a 7, sua preferida, já é utilizada por Rafael Sóbis, outro recentemente contratado pela agremiação. Pelo Coritiba, Rafinha levantou quatro taças estaduais, além de um Brasileiro da Série B. Em 2013, saiu do Coxa e passou três temporadas no Al-Shabab.

"Agradeço ao Cruzeiro pela oportunidade que está me dando de retornar ao futebol brasileiro. Era meu objetivo ficar três anos na Arábia e voltar a um grande clube brasileiro. Não deixei de acompanhar o futebol brasileiro, porque sabia que iria retornar. Espero fazer um trabalho melhor do que fiz no Coritiba", acrescentou.

Apesar de já registrado no BID e à disposição do técnico Paulo Bento, Rafinha ainda vai precisar de alguns dias para aprimorar a parte física e suportar uma partida inteira dentro de campo. Porém, o jogador já vinha trabalhando fora dos campos e se coloca à disposição para enfrentar o Fluminense, neste domingo.

"Vinha fazendo um treinamento com o preparador físico. Tentamos manter a forma da melhor forma possível estou treinando bem. Espero estar à disposição o mais rápido possível. Não tenho tanta noção se consigo jogar os 90 minutos, mas estou à disposição", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos