Hermes sente afastamento e pede reunião por última chance no Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação

    Lateral Marcelo Hermes vive situação difícil no Grêmio e tem última chance

    Lateral Marcelo Hermes vive situação difícil no Grêmio e tem última chance

Marcelo Hermes foi afastado do elenco do Grêmio na terça-feira. E sentiu. O jogador retirou suas coisas do vestiário principal, foi orientado a levá-las ao local onde ficam os jogadores do grupo de transição, e viu que o Tricolor não brincava sobre isso. Tanto que pediu uma reunião por última chance para renovar contrato. 

O departamento de futebol do Grêmio não acredita que a proposta possa mudar. Mas espera que dessa vez o fim da história seja diferente. Hermes procurou o diretor executivo de futebol Júnior Chávare e solicitou um novo encontro. 
 
A oferta gremista é muito boa. O clube dobrou os valores apresentados anteriormente. Agora quer dar R$ 40 mil de salários ao jogador com bônus por titularidade. Caso Hermes jogue 30% das partidas da temporada, recebe um valor a mais ao fim do ano, caso atue em 60% ganha mais e se virar titular em 80% dos jogos receberá novo valor. 
 
Sendo assim, terá salário até maior que outros titulares do time se conseguir se firmar na equipe principal. 
 

Contato complicado e relação estremecida

A relação com o jogador e sua estafe, contudo, está arranhada. Na segunda-feira, o Tricolor buscou conversar com o agente do atleta durante praticamente o dia todo. Não conseguiu e durante a noite enviou uma mensagem dizendo que as tratativas estavam encerradas.Também não houve resposta. 
 
Marcelo Hermes pede salário de R$ 110 mil mensais, equiparando-se a jogadores cuja história no futebol é superior a sua, como Marcelo Oliveira e Edílson. 
 
Por outro lado, o agente do atleta argumenta que há jogadores de menor importância no grupo com salário maior. Raúl e Júnior - ambos do grupo de transição - recebem mais do que R$ 40 mil por mês. 
 
O Grêmio sabe que Hermes foi oferecido a uma série de clubes. Cruzeiro, Atlético-PR, Panathinaikos, da Grécia, todos tiveram o jogador apresentado por seu empresário. 
 
"Esta negociação se arrasta desde antes de eu voltar ao clube (como vice de futebol, em maio). E nunca foi fácil. Eu espero que se acerte hoje (quarta-feira), mas sinceramente não sei se vai acontecer", disse o vice gremista, Alberto Guerra, ao UOL Esporte. 
 
Publicamente, o empresário de Hermes, João Ribeiro, diz que jamais pediu salário de R$ 110 mil. Mas admite a dificuldade presente na renovação de contrato. 
 
Enquanto isso, o Grêmio não se assusta com a pressão exercida pelo agente. Iago e Breno - que voltou do futebol português e sempre foi titular com Hermes na reserva nos times de base - são considerados valiosos e podem ser aproveitados caso o jogador decida sair. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos