Rumo à China, mulher de Kardec foi desafiada e 'secou' com arte marcial

Juliana Alencar

Do UOL, em São Paulo

Não é bem para Tailândia, país onde o muay thai surgiu, que Celeste Maria, mulher do ex-atacante do São Paulo Alan Kardec está se mudando. Mas é bem perto dali, na China, onde o atacante passará a jogar no segundo semestre, que a jovem terá a oportunidade de se aperfeiçoar na arte marcial que a ajudou a "secar" depois do nascimento da filha do casal, Maria, de 1 ano e 3 meses.

Alan Kardec foi transferido na última sexta para o Chongging Lifan, após uma venda que rendeu 5 milhões de euros ao São Paulo, referente à venda de 70% dos direitos econômicos do atleta.

Em meio aos preparativos para a mudança para o Oriente, um dia antes da confirmação da venda, a mulher do atleta recebeu a reportagem do UOL Esporte na academia do condomínio onde o casal mora, na zona oeste de São Paulo, para mostrar parte do treino que a fez reduzir de 22% para 16% o percentual de gordura no corpo.

Por seis meses, três vezes por semana, ela recebeu o lutador de MMA e personal fighter Jackson de Pádua no local para atingir esse objetivo.

"O muay thai me trouxe muita definição para o meu corpo, perdi muito percentual de gordura e ganhei disposicão. Fico mais disposta, menos estressada, já que eu sou muito estressada", diz, bem-humorada. "Ajudou muito não só na parte física, mas também  na mental."

DESAFIADA PELO MARIDO

A escolha do muay thai não foi aleatória. Celeste conta que a luta foi indicação do médico Eduardo Rauen, que ela e Alan Kardec são pacientes. A mulher do atleta estava descontente com o corpo após a gravidez e queria aliar a alimentação a uma nova atividade física para recuperar a boa forma.

Arquivo pessoal
Alan Kardec com a mulher e a filha

Ela tinha dado à luz havia seis meses. Assustada com a dieta restritiva que o médico havia passado, ela contou com o estímulo de Alan Kardec  para levar o projeto adiante. 

"Eu comia de tudo. Pão, leite... aí quando a gente foi ao médico, ele falou que eu teria que fazer uma dieta de 1.400 calorias", relembra. "Aí a gente chegou em casa e falei para o Alan que eu não ia conseguir fazer. Ele virou para mim e falou: 'então não faz'.  Me senti desafiada".

De lá para cá, ela não parou. Celeste conta que é até mais correta que o marido quando o assunto é alimentação.  "Ele não come nada verde, não gosta, sempre foi assim", entrega. "Eu até falo para ele como vai dar exemplo para nossa filha assim".

Maria, xodó de Kardec, nasceu um dia antes da lesão sofrida por ele em março de 2015, que o afastou por seis meses dos gramados. O atacante teve que passar por uma cirurgia no joelho após sofrer uma ruptura parcial do ligamento na derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo, em partida válida pela Libertadores.

"Foi a época que ele mais acompanhou (a filha). Ele me ajudava muito,  acordava de madrugada. (Hoje) ele curte quando pode", afirma Celeste, que  está casada há dois anos com o jogador.

AMOR COMEÇOU NA COPA

A história deles, no entanto, tem início em 2010. Eles se conheceram em Barra Mansa, no Rio, cidade natal do casal, num bar, onde assistiam a uma partida da Copa do Mundo.

"Tem uma coisa que é muito engraçada, o meu pai e o pai dele foram amigos de adolescência, eram vizinhos da mesma rua. Mas eu não sabia quem ele era",  conta a jovem, que faz planos de aumentar a família.

"Quero outro filho no ano que vem. Meu sonho é ter gêmeos", conta ela, que diz que, apesar do resultado obtidos com o muay thai, nunca pensou em encarnar o papel de musa fitness.

"Meu objetivo é cuidar da minha família, da minha filha, do meu marido e de mim. Nunca quis ganhar nada com isso", encerra.





























































































































 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos