Flu apresenta pacotão de reforços e inaugura CT 'mais moderno do Rio'

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bernardo Gentile / UOL Esporte

    Rojas, Marquinhos, Jorge Macedo (dir.executivo), Danilinho e Wellington no CT do Flu

    Rojas, Marquinhos, Jorge Macedo (dir.executivo), Danilinho e Wellington no CT do Flu

O Fluminense deu um importante passo fora de campo ao inaugurar o centro de treinamento dos profissionais na Barra da Tijuca. Durante o aniversário de 114 anos, o Tricolor aproveitou a festa para apresentar uma pacotão de reforços e provocar os rivais cariocas. Os dirigentes do clube não têm dúvida: o CT é o mais moderno do Rio de Janeiro.

"É um salto de qualidade. Nível Europa. O Thiago Silva esteve aqui e falou que essa estrutura não tem em todo lugar que ele joga lá. Sem dúvida alguma é o que teremos de melhor no Rio em outubro, quando estará completamente pronto.  Ai dependerá dos demais clubes. É um gol de placa do Fluminense",  disse o presidente do Fluminense, Peter Siemsen.

"Analisamos muita coisa da Europa, mas a verdade é que tivemos que adaptar à nossa realidade. No mínimo os outros vão ter que correr muito para chegar no nosso nível. Para o futebol carioca tenho certeza que elevou o nível e eles vão tentar", completou o vice presidente de projetos especiais do clube, Pedro Antônio.

Apesar da inauguração ter ocorrido nesta quinta-feira, o centro de treinamento só estará disponível para os treinos dos jogadores em outubro. Até agora, apenas o campo está pronto, mas sem qualquer estrutura para receber os atletas. As obras estão dentro do cronograma.

Todos os jogadores passaram por uma visita guiada pelo centro de treinamento. Em seguida, Marquinho, Rojas, Wellington Silva e Danilinho posaram para fotos e foram apresentados oficialmente pelo Fluminense no campo do CT.

DANILINHO

Feliz de voltar ao Brasil.  O Fluminense é grande.  Espero fazer um bom trabalho. Minha relação com o Levir é boa. Trabalhamos no Atlético-MG e revê-lo é melhor ainda. Muitos falaram isso [vida noturna agitada], mas não teve nada disso. Passou quatro anos desde então e estou focado no Fluminense

ROJAS

Para mim é um sonho estar chegando ao Fluminense.  Romerito foi importante para tudo isso. Foi um grande jogador e ídolo de Fluminense. Vou entrar dando tudo de mim. Drible é minha característica mais poderosa. No Paraguai me chamavam de Robinho. Apelido foi pelas características físicas, muito magrinho [risos].

WELLIGTON SILVA

Passaram alguns anos.  Fiquei seis anos e volto mais maduro. Agradeço por voltar. Quando soube que tinha essa possibilidade, fiquei muito feliz. Fiquei cinco anos na Espanha, não podia sair de lá. Passei por clubes lá e aprendi muito. Sei que posso e tenho potencial. Minha família está ao meu lado e sou mais feliz. Aqui vai dar tudo certo.

MARQUINHO

Volto ainda mais experiente. Joguei em grandes clubes fora. Tudo que consegui aprender lá fora foi muito importante. Flu tem meninos que passam pelo que passei. Posso dar uns toques e ajudar. Quando projetei a saída da Roma, disse que queria voltar ao Fluminense. Me identifiquei com todos. Chego para ajudar. Estou quase no peso, mas preciso de ritmo de jogo. Depois da Ponte Preta, acho que já estarei a disposição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos