Cruzeiro anuncia meio time em 20 dias e vive dilema para encaixar a equipe

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Edimar e Rafael Sóbis chegaram há duas semanas e já são titulares no Cruzeiro

    Edimar e Rafael Sóbis chegaram há duas semanas e já são titulares no Cruzeiro

As últimas semanas foram agitadas na Toca da Raposa. Pressionada por causa dos desempenhos muito abaixo do esperado, a diretoria do Cruzeiro respondeu à altura e não poupou esforços na janela de contratações internacional.

Desde o dia 3 de julho, Ramón Ábila e Rafael Sóbis chegaram, desde a última sexta-feira, ocasião em que Denílson vestiu a camisa celeste, o clube apresentou nada menos que seis novos nomes. Boa notícia para Paulo Bento, que agora ganha mais opções, mas que ao mesmo tempo terá que lidar com um dilema desafiador: colocar as novidades em campo e ao mesmo tempo dar liga à equipe remontada em pleno segundo semestre, com mais de meio time contratado (Ramón Ábila, Rafael Sóbis, Edimar, Rafinha, Ezequiel e Denílson) em um intervalo de 20 dias.

"Meu grau de satisfação é bom, mas ao mesmo tempo tenho consciência que são reforços que chegam com o campeonato em andamento, o que tornam as coisas mais difíceis. Muitos jogadores vinham em processo de pré-temporada e estavam com falta de ritmo competitivo. São níveis diferentes não só dos colegas, mas dos adversários também. Por isso, torna as coisas mais complicadas", comenta o treinador.

Do sexteto que chegou ao clube, apenas Ezequiel estava jogando frequentemente pelo Criciúma. Outros reforços já fazem parte do time titular, como Ábila, Sóbis e Edimar, mas ainda sentem a parte física no decorrer das partidas.

"Faz parte do nosso trabalho integrar os jogadores o mais rápido possível. O bom seria ter elaborado o elenco desde o início, mas isso não foi possível, agora tentamos equilibrá-lo de alguma maneira. Infelizmente temos muitos jogadores lesionados, atletas que tiveram participações importantes na equipe e que acabam por não permitir alguma regularidade nesse processo de treino e jogo", acrescentou.

Vale lembrar que antes de fechar com Denílson, o último reforço apresentado, o Cruzeiro já tinha anunciado outros 16 jogadores ao longo da temporada, dos quais cinco foram nas últimas duas semanas, como já informado. Dos onze que sobram, outros cinco tiveram poucas chances no time (Federico Gino, Marciel, Bruno Nazário, Pisano e Douglas Coutinho) e não se firmaram entre os titulares, enquanto dois mesclaram atuações na equipe principal e na reserva (Bryan e Robinho) e somente uma dupla atuou com mais frequência: Lucas e Romero. Completando a lista, os outros dois reforços do início do ano já se foram: Rafael Silva e Sánchez Miño.

A pouca utilização dos primeiros contratados do ano e a chegada recente de prováveis titulares explicam esse processo de reconstrução que a equipe vem passando e que foi citada por Bento, assim como a falta de regularidade para engrenar e obter uma sequência de vitórias. Na última partida contra o Vitória, por exemplo, Sóbis, Ábila e Edimar entraram jogando, enquanto os outros dois, Ezequiel e Rafinha, receberam uma chance no segundo tempo. Nenhum deles tem mais de três jogos. Apresentado na última sexta, o volante Denílson também surge como postulante a uma vaga entre os onze atletas iniciais, mas por enquanto terá que recuperar a parte física para só então buscar um lugar na prateleira de cima.

Apresentação dos últimos seis reforços do Cruzeiro:

Ramón Ábila e Rafael Sóbis: 3 de julho
Edimar: 5 de julho
Rafinha: 13 de julho
Ezequiel: 14 de julho
Denílson: 21 de julho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos