Flu tem acordo com Sornoza pra 2017, mas teme por assédio após Libertadores

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • SANTIAGO ARMAS

    Flu tem negociações avançadas para contar com Sornoza, destaque da Libertadores, em 2017

    Flu tem negociações avançadas para contar com Sornoza, destaque da Libertadores, em 2017

O Fluminense tentou de todas maneiras contratar Junior Sornoza, do Independiente Del Valle, do Equador. As negociações avançaram de tal forma que faltava apenas o atual time do apoiador não passar para a final da Libertadores para concretizar o acerto com o Tricolor. O problema é que os equatorianos eliminaram o Boca Juniors na Argentina e dificultou as coisas.

Mesmo assim, o Fluminense não desistiu do jogador. Tanto que manteve as negociações para a próxima temporada. Sornoza se empolgou com a ideia de se transferir para as Laranjeiras. Até mesmo o Dell Valle ficou satisfeito com a sigilosa proposta do Tricolor, embora ainda não tenha dado uma reposta em definitivo.

E é justamente por isso que algumas pessoas dentro do Fluminense admitem temor pelo assédio que o jogador possa sofrer após a Libertadores. O Dell Valle empatou no Equador por 1 a 1 com o Atlético Nacional-COL e terá que buscar o título na Colômbia – o segundo jogo será na próxima quarta-feira. Outros confiam na palavra do time equatoriano e dizem que a resposta ainda não chegou somente por causa do duelo decisivo.

Durante a inauguração do centro de treinamento dos profissionais, na Barra da Tijuca, o diretor executivo do Fluminense, Jorge Macedo, falou pela primeira vez abertamente sobre o assunto. Ele admitiu que o jogador era o camisa 10 ideal com quem o Tricolor negociou e fala sobre a possibilidade de chegada para 2017.

"A gente tinha uma conversa para ele vir depois da Libertadores. Com dois jogos já vimos que ele é diferenciado e o time foi avançando e a negociação ficou complicando. Nenhum atleta vai ser liberado antes da final da competição e a janela fechou. Nós estamos tratando com o clube para tê-lo em janeiro. O jogador está com muito interesse em vir ao Brasil e jogar no Fluminense", disse Macedo à Rádio Tupi.

Curiosamente, a viagem do dirigente a Buenos Aires ainda teve serventia ao Fluminense. Inicialmente, Macedo foi para concluir a negociação com Sornoza em caso de classificação do Boca. Como isso não ocorreu, ele buscou uma alternativa e voltou ao Brasil com a contratação de Cláudio Aquino, do Independiente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos