Villarreal avança em conversas com Pato e prepara 2ª oferta ao Corinthians

Dassler Marques e Pedro Lopes

Do UOL, no Rio de Janeiro e em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Corinthians prioriza negociação e espera transferência nos próximos dias

    Corinthians prioriza negociação e espera transferência nos próximos dias

O Corinthians já estabeleceu um preço para abrir mão de Alexandre Pato. Resta saber se o Villarreal está disposto a se aproximar de um acordo. 

Nos últimos dias, o clube espanhol avançou em tratativas com as partes após estabelecer contato com intermediários brasileiros. Embora negue oficialmente, o Corinthians já recusou uma proposta oficial do Villarreal. Como os valores oferecidos estavam muito distantes da pedida, a direção corintiana resolveu desconsiderar a primeira oferta. 

Com cinco meses de contrato restantes, o Corinthians avisou o clube espanhol que deseja 5 milhões de euros (quase R$ 18 milhões) pela fatia de 60% de direitos econômicos que possui sobre Alexandre Pato. Além disso, vender o jogador significaria uma economia superior a R$ 6 milhões em salários, direitos de imagem e encargos. 

O interesse do Villarreal foi bem recebido por Pato, que avisou que estaria disposto a se transferir para o futebol espanhol e deu autorização para que as conversas tivessem sequência. A pedida salarial do atacante para clubes europeus é de aproximadamente 2,5 milhões de euros por temporada, o que pode dificultar a negociação. A Lazio ofereceu cerca de 1,5 milhão por ano recentemente e ouviu 'não'. 

O Villarreal tem caixa cheio e já arrecadou mais de R$ 170 milhões em transferências nesta janela. A principal das vendas foi de Eric Bailly, zagueiro marfinense repassado ao Manchester United-ING por 38 milhões de euros (R$ 136 milhões). Há a expectativa de todas as partes que uma nova oferta oficial chegue ao Corinthians nos próximos dias, o que abre dúvidas sobre a possibilidade de Pato reestrear pelo clube.

Em intertemporada, o atacante tinha participação prevista para o duelo contra o Figueirense neste sábado, mas foi cortado do jogo na quinta-feira. A alegação da comissão técnica e da diretoria é que o veto de seu por questões físicas, mesmo após três semanas de preparação. Sem ele, a equipe corintiana ficou no 1 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos