Com "cabeça no SP", Bauza diz que quer mais um reforço e analisa seis nomes

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Robson Ventura/Folhapress

    Edgardo Bauza, técnico do São Paulo, em clássico contra o Corinthians no Campeonato Brasileiro

    Edgardo Bauza, técnico do São Paulo, em clássico contra o Corinthians no Campeonato Brasileiro

De surpresa, Edgardo Bauza atendeu à imprensa nesta terça-feira no CT da Barra Funda; como não poderia deixar de ser, a possibilidade de deixar o São Paulo para treinar a seleção argentina foi pauta. Ao tratar sobre o assunto, o comandante garantiu que está com a cabeça no clube, e previu a chegada de mais um reforço, para o comando do ataque.

"Minha cabeça está no São Paulo. Não tem nada a ver uma coisa com a outra, o que fazemos com a equipe, reforços, não depende se tem Bauza ou não, é para melhorar a equipe. Se eu ficar aqui cinco anos, vamos pensar em melhorar a equipe. Digo com orgulho, que estou entre os cinco nomes para defender a Argentina, mas foi uma expressão natural, nao condiciona nada", afirmou.

Patón afirmou que a peça que falta na montagem do time é um centroavante, e disse que a diretoria analisa seis nomes, dentre os quais estão Barrios e Pratto; Rafael Marques, do Palmeiras, também foi estudado, mas já fez os sete jogos.

"Estamos procurando mais um centroavante, foram ditos dois nomes, são dois entre cinco ou seis que estamos analisando, que podem chegar ao São Paulo. Foram dois, Calleri e Kardec, veio Gilberto, Ytalo rompeu o cruzado, infelizmente, necessitamos somar algo mais", afirmou.

O técnico argentino também elogiou a postura da diretoria na busca por reforços, e afirmou que a definição sobre sua permanência depende da Associação de Futebol da Argentina (AFA).

"A diretoria está fazendo, faz tempo, um esforço grande para tratar de incorporar alguns dos jogadores que dou os nomes. Quando disse que se não trouxermos um centroavante, iria se complicar, isso é normal. O prazo para definir é da direção argentina, creio que tem que resolver essa semana. Tenho a cabeça no São Paulo, trabalhando para armar a melhor equipe".

O São Paulo volta a campo domingo, quando recebe a Chapecoense, no Morumbi, às 11h.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos