Presidente do Santos acredita que Gabigol recusará Juventus

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Rubens Cavallari/Folhapress

O presidente do Santos, Modesto Roma, aguarda uma resposta da família e dos representantes de Gabriel Barbosa em relação a proposta da Juventus, da Itália. O mandatário acredita que o jogador deve recusar a oferta do clube de Turim e permanecer na Vila Belmiro.

"Eu recebi uma proposta para negociação, mas é a primeira. Ainda início! Não tem que interessar ou não. Está dentro da cláusula de saída. Então, não tenho que gostar ou não gostar. Eu acho que a proposta ainda não deve interessar (família do jogador). Estamos aguardando a resposta do pessoal do atleta. O que eles pedem é um prazo para discutir. A Juventus mandou uma proposta para cá. Não fala de salário, temos que esperar. Para aceitar ou não, tem que negociar", afirmou Modesto Roma.

O dirigente ressalta que a decisão está com a família do jogador, mas deu sua opinião sobre a transferência para a Juventus. Para ele, Gabriel estará mais maduro daqui a um ano para jogar no futebol europeu.

"Ele iria mais maduro daqui um ano. Quanto mais tarde ele for, mais maduro estará. Não existe um momento que se diz, se é agora ou não. Acontece quando tem que acontecer. É um momento que o Santos tem maturidade para enfrentar. Conseguimos ir até o fim do ano sem perder. Não quero que ele vá embora. Prefiro que fique, mas existe uma cláusula que cabe a ele a decisão. Está com a família dele, Sempre foram pessoas sérias", disse.

Gabigol quer mais dinheiro para jogar na Itália

O UOL Esporte apurou que os valores das negociações não agradam ao jogador. Isso porque o Santos propôs que ele fique com 2 milhões de euros (cerca de R$ 7 milhões) da proposta de 20 milhões (R$ 72 milhões) de euros feita pelo clube italiano.

O Santos já está decidido a negociar o atacante, mas não abre mão de receber 18 milhões de euros pela parte que detém do jogador. O clube possui 40% dos direitos econômicos do atleta e ainda briga na Justiça por mais 20% com a Doyen Sports.

O jogador, por sua vez, detém 40% de seus direitos econômicos e poderia receber R$ 28 milhões na sua transação para a Juventus. No entanto, se quiser ser liberado agora, terá que aceitar receber R$ 7 milhões. Gabriel não gostou da ideia.

O atacante espera receber mais dinheiro na transação – seja de Santos ou Juventus. Para os representantes do atleta, o clube paulista precisa abrir mão de parte dos R$ 72 milhões ou a Juventus terá que aumentar a proposta caso queira contar com o seu futebol. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos