Santos bate o pé por valor maior, notifica Barça, mas vê Gabigol indeciso

Samir Carvalho e Ricardo Perrone

Do UOL, em Santos e São Paulo

  • Ivan Storti/Santos FC

    Atacante Gabigol está dividido em ser ídolo do Santos e jogar na Juventus, da Itália

    Atacante Gabigol está dividido em ser ídolo do Santos e jogar na Juventus, da Itália

Depois de receber oferta da Juventus de 20 milhões de euros por 100% dos direitos econômicos de Gabigol, o Santos informou ao estafe do atacante que só vende o jogador se embolsar 18 milhões de euros por sua fatia.

O recado foi dado por Modesto Roma Júnior, presidente do Santos a Wagner Ribeiro, empresário do atacante. O jogador é detentor de 40%. O Santos possui outros 40% e briga por mais 20% com o grupo Doyen na Justiça.

Por contrato, o clube do litoral paulista é obrigado a negociar Gabigol se receber 18 milhões de euros. Sob o argumento de não ter interesse em se desfazer do atleta, a direção santista diz que só vai autorizar a transferência se embolsar a quantia pela qual é forçada contratualmente a topar a venda. Assim, para jogar na Juventus, Gabigol teria que aceitar 2 milhões de euros por sua parte nos direitos econômicos. É o que sobrará se o clube brasileiro ficar com 18 milhões.

De acordo com a diretoria santista, Ribeiro havia prometido apresentar uma proposta da Juventus de 20 milhões de euros só para o clube, mas a oferta enviada por e-mail pelos italianos refere-se aos 100%, como publicou o Blog do Perrone.

Além de se acertar com Gabigol para bater o martelo, o Santos precisa notificar o Barcelona, da Espanha, que detém prioridade de compra do camisa 10, adquirida na polêmica transferência de Neymar em 2013. O Barça tem o direito de igualar oferta que seja aceita pelo clube.

Por sua vez, o atleta já sabe da proposta, mas ainda será notificado oficialmente.

Porém, a diretoria do Santos vê Gabriel e sua família indecisos sobre a saída para a Europa, não só pela exigência santista para que o atleta aceite uma fatia menor na divisão do bolo. Na semana passada, antes da proposta oficial chegar, o pai do atleta, Valdemir Barbosa, ligou para o presidente Modesto Roma e pediu a minuta do contrato para renovar até 2021. O vínculo atual do jogador vence em 2019.

Segundo a cúpula alvinegra, Gabriel tem o desejo de deixar o clube com status de ídolo, semelhante a Neymar. Por conta disso, ele pensa em adiar o sonho de atuar no futebol europeu. Por outro lado, o jogador é seduzido por um 'salário tentador' e também pelo lateral Daniel Alves, que liga constantemente para a revelação santista para convencê-lo a jogar no clube de Turim. Mas ganhar menos do que 40% do valor total a ser pago pela Juventus é um problema e tanto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos