Coritiba não aceita Ceará de volta e cria impasse sobre futuro do lateral

Jeremias Wernek e Marcello De Vico

Do UOL, em Porto Alegre e Santos

  • Divulgação/Coritiba

    Lateral Ceará teve constatada uma lesão no músculo adutor da coxa

    Lateral Ceará teve constatada uma lesão no músculo adutor da coxa

A novela envolvendo o lateral direito Ceará, o Coritiba e o Internacional deve ganhar novos capítulos nos próximos dias e até parar na Justiça. Na tarde desta terça-feira, o clube gaúcho informou ter desistido da contratação porque o jogador não havia sido aprovado nos exames médicos. Horas depois, o clube paranaense divulgou uma nota afirmando que não aceitará Ceará de volta e que aguarda o cumprimento do acordo por parte do Inter.

Ceará rescindiu contrato com o Coritiba (apesar da rescisão ainda não constar no BID da CBF) na última segunda-feira e iria assinar contrato com o Internacional nesta terça caso fosse aprovado nos exames médicos, o que não ocorreu por conta de uma lesão no músculo adutor da coxa.

A ideia do Internacional era utilizar Ceará imediatamente, já para a sequência do Campeonato Brasileiro. Como a lesão demandaria tempo de recuperação, o clube optou por não esperar e acabou desistindo da contratação do jogador de 36 anos.

O Internacional afirmou que não terá ônus com a negociação, já que ela estava atrelada aos exames médicos do jogador. O clube pagaria R$ 1 milhão para contar com o Ceará até o final do ano que vem.

"Acho que tem uma informação errada aí. Estávamos em negociação, existem procedimentos e avaliação médica aparece até em cláusula contratual. Ele só assinaria contrato com Inter se passasse nos exames médicos", disse Pedro Affatato, vice-presidente do Inter, à Rádio Gre-Nal.

O Coritiba, por sua vez, divulgou uma nota em seu site oficial informando que não aceitará o jogador de volta e que espera que o Internacional cumpra com o acordo.

Alex Brasil, diretor de futebol do Coritiba, disse ao UOL Esporte que o caso já está com o departamento jurídico e que o clube está 'muito bem assegurado' no caso.

Leia a nota divulgada pelo Coritiba:

A diretoria administrativa do Coritiba Foot Ball Club vem a público esclarecer as informações pertinentes à negociação do atleta Ceará. O Coritiba recebeu do Sport Club Internacional uma proposta para a liberação do jogador, que comunicou à direção alviverde o seu desejo da rescisão contratual. Para a negociação, o Coritiba pediu uma contrapartida financeira, que foi aceita pelo Colorado.

Ceará vinha de um período de recuperação física recente e, liberado pelos médicos do Coritiba, fez sua última partida pelo clube paranaense no último domingo (31 de julho), contra o Flamengo.

No início desta semana, Ceará assinou sua rescisão contratual e trabalhista com o Coxa já tendo a proposta da equipe gaúcha. Na tarde desta terça-feira, o Coritiba foi surpreendido com as informações de que o Internacional estava desistindo do acordo.

Todavia, o Coritiba Foot Ball Club informa que, em momento algum, procurou clubes para negociar este atleta. O clube paranaense recebeu uma proposta, fez a contrapartida, que foi aceita, e acatou o pedido de rescisão contratual do atleta. O Coritiba entende que a rescisão foi feita e espera o cumprimento do acordado junto aos envolvidos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos