Schweinsteiger é mais uma 'vítima' de Mourinho; confira outros atletas

Do UOL, em São Paulo

  • Jon Super/AP

    Fora dos planos do técnico português, Schweinsteiger negocia saída do M. United

    Fora dos planos do técnico português, Schweinsteiger negocia saída do M. United

Campeão mundial com a seleção alemã, Bastian Schweinsteiger recebeu a notícia de que treinaria com o time B do Manchester United. A mensagem é clara: José Mourinho não pretende trabalhar com o meio-campista. Schweinsteiger foi a primeira vítima do técnico português na montagem do time para a temporada.

A lista de estrelas deixadas de lado por Mourinho é extensa ao longo dos anos. No Chelsea, o treinador se incomodou com a presença do camaronês Samuel Eto´o, que já não apresentava a mesma velocidade dos tempos de Barcelona.

Em fevereiro de 2014, Mourinho reclamou da falta de gols do Chelsea e acabou flagrado pela emissora de televisão francesa Canal+ alfinetando o camaronês: "O problema do Chelsea é a falta de um goleador. Eu tenho o Eto'o, mas ele tem 32 anos [na época], talvez 35. Quem sabe?".

Eto´o se irritou ao tomar conhecimento e chamou o treinador de tolo.

"Obrigado por me informar que esta será a minha última Copa do Mundo. Hoje, tenho 33 anos. E não é por causa de um tolo que me chamou de velho que você deve acreditar nisso. E você deveria noticiar que o velhinho foi melhor que os mais novos", falou Eto'o ao portal African Football.

Os atacantes Diego Costa e Lukaku também perderam terreno com Mourinho.

 

"O Diego Costa não sabe ler as partidas de forma suficientemente rápida, o que o impede de realizar os movimentos mais curtos quando não tem a bola, que é o que deve fazer um atacante para antecipar-se as jogadas", declarou Mourinho, em 2015.

Inconformado com o banco, Diego Costa atirou jaleco em direção ao técnico.

Emilio Naranjo/EFE
Mourinho deixou Casillas no banco na passagem pelo Real Madrid

Na Inter de Milão, Mourinho deu cartão vermelho a Adriano. O atacante brasileiro já não era mais estrela do time italiano, apresentava problemas com álcool e discutiu com o técnico português. A ausência não justificada em treinamentos foi o ponto final na relação de Adriano com Mourinho.

O treinador liberou o Imperador a procurar outro clube, no primeiro semestre de 2009.

Um dos afastamentos mais traumáticos envolveu Iker Casillas. Ídolo do Real Madrid, o goleiro virou reserva do time na temporada 2012/2013. Mourinho utilizou Diego López no time titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos