Messi seguirá na seleção da Argentina após pedido de Bauza, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

  • Alfredo Estrella/AFP Photo

    Messi declarou que deixaria a seleção da Argentina, após a derrota na Copa América

    Messi declarou que deixaria a seleção da Argentina, após a derrota na Copa América

Edgardo Bauza terá sucesso na sua primeira tarefa como técnico da Argentina. Pelo menos é o que noticia o Olé. Segundo o principal jornal esportivo argentino, o craque do Barcelona aceitará o pedido do treinador e não deixará a seleção.

Bauza, que se despede do comando do São Paulo nesta quinta-feira, viajará para a Espanha na próxima semana para conversar com Messi. E o camisa 10 dirá que não deixará mais a seleção, como havia cogitado logo após a derrota da "Albiceleste" para o Chile, em julho, na final da Copa América.

"Já fui jogador e sei como é frustrante perder uma final", declarou Bauza, de acordo com o Olé

Em entrevista à emissora TyC Sports, Bauza falou como pretende escalar o meia de 29 anos. "A ideia é que todo o jogo passe por ele, sabemos o desequilíbrio que ele pode oferecer. Messi jogou em três posições: ponta, um pouco mais atrás; e Guardiola o colocou em algumas partidas pela direita. A intenção é escalá-lo em um lugar no qual possa desequilibrar", afirmou o treinador, que quer evitar a 'Messidependência'.

"Para isso, ele precisará necessitar da participação da equipe, não podemos apenas depender apenas de Messi", acrescentou.

A estreia de "Patón" como técnico da Argentina está agendada para o dia 1º de setembro, no duelo com o Uruguai, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018. O jogo será disputado na cidade de Mendoza. Na sequência, os bicampeões mundiais viajam para a Venezuela, para enfrentar os donos da casa no dia 6.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos