Sem acordo por 9, Corinthians sofre para atender pedidos de Cristóvão

Do UOL, em São Paulo

  • Danilo Verpa/Folhapress

Sem conseguir fechar um acordo para a contratação de Gustavo, artilheiro do Criciúma na Série B, o Corinthians sofre para atender o principal desejo de Cristóvão Borges: melhorar o ataque.

O treinador não cansa de repetir que precisa melhorar a eficiência e, sem contar com reforço, já usou alternativas. Mudou o esquema tático, mudou escalação e até improvisa jogadores na função, como Tite já fez. Nada deu resultado na última quarta-feira. 

O time passou em branco pela primeira vez com seu Cristóvão e foi derrotado por 2 a 0 para o Atlético-PR. André, tão criticado pela torcida pela ausência de gols, estava suspenso. Apesar das insistentes vaias, aliás, o treinador já avisou que vai manter o atleta como titular e lembrou até de Vagner Love como exemplo. 

A esperança da torcida não aumenta ao olhar para o banco de reservas. Lucca, com oito gols na temporada, e Luciano, com apenas um gol e um baixo rendimento desde a lesão no joelho, são as opções para atuar na posição, mas também não conseguem manter a sequência. Há, ainda, opções que nem entraram em campo com a camisa alvinegra nesta temporada. Isaac e Bruno Paulo são exemplos. 

Curiosamente, o artilheiro da equipe na temporada é outro atleta que já foi muito contestado e quase deixou o clube: Angel Romero. Com 11 gols, ele é o que mais balançou as redes em 2016 e tem lugar garantido. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos