Sem vitória, Falcão fica pressionado com menos de um mês no Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    Paulo Roberto Falcão já tem trabalho contestado dentro do Inter e corre risco

    Paulo Roberto Falcão já tem trabalho contestado dentro do Inter e corre risco

Paulo Roberto Falcão não completou nem um mês em sua terceira passagem como treinador do Internacional, mas já está pressionado. Os quatro jogos sem vitória, somados ao desempenho do time, geram insatisfação interna. Os rumos do departamento de futebol, que pode sofrer mudança drástica ou até intervenção de ex-jogadores, também podem respingar no futuro do 'Rei de Roma'.

O maior risco para Falcão nem é o jogo com o Fluminense, domingo, no Beira-Rio. Mas sim as costuras políticas realizadas desde o apito final em Belo Horizonte – após a derrota para o Cruzeiro por 4 a 2. A maioria dos nomes procurados para reforçar o departamento de futebol entende que o eterno camisa 5 não deve seguir no cargo.

O perfil de Paulo Roberto Falcão, seu modelo de jogo ideal e o cenário atual do time jogam contra. A favor está o intervalo até a abertura do returno, contra a Chapecoense, em Santa Catarina. Nele, o elenco deverá encarar regime especial de treinos e até concentração antecipada.

Mesmo sem falar publicamente, o Internacional já trabalha com plano para fugir da degola. Dos últimos 30 pontos que disputou, o time conseguiu apenas dois e agora ocupa o 14º lugar na tabela. A queda abrupta deixa o clube apenas três pontos acima da zona do rebaixamento.

Com Falcão, o Inter perdeu para Palmeiras, Corinthians e Cruzeiro. Arrancou empate contra a Ponte Preta e só. A série que era de seis jogos sem vitória cresceu e já é histórica: 10 partidas de jejum, igualando a marca mais negativa dos times gaúchos no Brasileirão. Em 2004, sequência igual levou o Grêmio para a segunda divisão.

Depois do 4 a 2 sofrido para o Cruzeiro, no Independência, o Inter garantiu a permanência de Paulo Roberto Falcão no cargo. Um novo vice de futebol, a ser confirmado, elegerá também um diretor executivo e até gerentes. Este grupo poderá decidir intervir no trabalho atual.

Falcão tem contrato com o Internacional até a metade de 2017. O vencimento do vínculo, à época, foi tido como um meio termo entre os desejos do clube e do treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos