As quatro medidas do Inter para sair do buraco e fugir da degola

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Edu Andrade/Freelancer

    Celso Roth (centro) e Fernando Carvalho (dir) devem voltar ao Internacional

    Celso Roth (centro) e Fernando Carvalho (dir) devem voltar ao Internacional

O Internacional prepara o anúncio de um pacote de ações para sair da crise. Além do substituto de Paulo Roberto Falcão, demitido após 27 dias, o clube gaúcho corre atrás de dirigentes experientes, para rechear o vestiário, diretor executivo e até ex-atletas que possam servir de conselheiros ao elenco atual.

As medidas para sair do buraco devem ser oficializadas ainda nesta segunda-feira (8). Tudo para dar mais tempo dos novos contratados trabalharem visando o duelo com a Chapecoense, daqui uma semana, em Santa Catarina.

Reforma no futebol

A primeira ação será reformar o departamento de futebol. Fernando Carvalho, ex-presidente do clube, foi convidado a assumir cargo de assessor de futebol, sem vinculação ao trabalho diário e viagens. A tendência é que ele aceite a oferta e encorpe a pasta. Uma reunião no final da tarde servirá para definir os detalhes e dar andamento na reformulação completa.

Além de Carvalho, o Ibsen Pinheiro também deve integrar o departamento de futebol. Aos 81 anos, o ex-deputado federal foi recentemente presidente do Conselho Deliberativo do clube.

Executivo de volta

Newton Drummond, ex-supervisor e diretor executivo do Colorado, é outro a ser contratado. O dirigente deixou o clube no começo de 2014 e poderá ocupar lugar vago desde a saída de Jorge Macedo, que fechou com Fluminense no primeiro semestre deste ano.

É leitura unanime no Beira-Rio que um dos problemas do Internacional na temporada está ligado ao esvaziamento do departamento de futebol. Com o falecimento de Celso Chamun, apenas dois integrantes tocaram o setor com missão de contratar, dar respaldo aos treinadores e administrar demandas diárias.

Um deles foi exonerado recentemente: Carlos Pellegrini, então vice de futebol. Vitorio Piffero, presidente do clube, passou a acumular a função. Além dele, a pasta conta com Marcos Marino, diretor, e Pedro Affatato, deslocado do departamento de finanças.

Novo treinador

Com Fernando Carvalho como consultor, o Internacional partirá para o mercado. O nome mais forte para ocupar o cargo de treinador é de Celso Roth. Desempregado, ele tem perfil de mobilização e casa com aquilo que o clube entende ser necessário no momento: praticar jogo mais seguro e pragmático.

Além de Roth, o Colorado deverá trazer Paulo Paixão de volta. Pentacampeão com a seleção brasileira, o preparador físico trabalhou no Beira-Rio pela última vez ao lado de Dunga – em 2013. E recentemente esteve no Sport, com Paulo Roberto Falcão.

Ex-jogadores

O pacote contra a Série B também envolve ex-atletas do clube junto o grupo atual. Iarley, que ocupa cargo de coordenador técnico das categorias de base, é o ficha um para ser promovido. O plano da diretoria também é contar com Paulo César Tinga, contudo o ex-volante tem projeto ligado à área da educação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos