Torcida corintiana protesta contra diretoria e chama Elias de pipoqueiro

Do UOL, em São Paulo

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

Depois da derrota por 3 a 0 contra o Grêmio, um grupo de corintianos resolveu protestar. Membros de torcida organizada foram até a entrada do Parque São Jorge na noite desta segunda-feira e promoveram gritos contra diretores e jogadores.

Elias foi um dos alvos. O meio-campista foi chamado de pipoqueiro e teve a sua saída pedida ao lado do atacante André.  "Alô Elias, seu pipoqueiro, pode ir embora e leva o baladeiro (André)", gritou o grupo. 

Depois do empate por 1 a 1 contra o Cruzeiro, Elias criticou a atitude da torcida corintiana, que vaiou o time antes do fim do jogo, e fez comparações com os são-paulinos. Na entrevista, no entanto, o meio-campista havia poupado as organizadas e até brincou que preferia ter seu carro quebrado a ouvir protestos antes dos 90 minutos. 

Além de Elias e André, a torcida criticou Roberto de Andrade, o presidente, e o diretor de futebol, Eduardo Ferreira, chamado de "mongolóide" em uma faixa e questionado por não conseguir contratar um centroavante. 

Vídeo de TamaraGBecelli

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos