No SP, Gomes terá clássico e sequência contra times que fogem da degola

Do UOL, em São Paulo

  • Vitor Silva/SSPress/Botafogo

    O técnico Ricardo Gomes, do Botafogo

    O técnico Ricardo Gomes, do Botafogo

Ricardo Gomes assume o São Paulo em uma posição difícil no Brasileirão: na 11º colocação, a apenas cinco pontos da zona do rebaixamento, e a nove do G4.  O comandante será recebido com uma sequência de partidas contra times que brigam na parte de baixo da tabela – poderia ser uma oportunidade ideal de conseguir bons resultados e subir na tabela, mas, no meio do caminho, há um clássico.

Das próximas cinco partidas, quatro são contra times que, atualmente, estão no Z4 ou brigando para se afastar dele – no próximo domingo, o Internacional, que faz péssima campanha e está na 15º posição, com 22 pontos (um a mais do que o Figueirense, primeiro da zona do rebaixamento). Em seguida, encara o Coritiba, o décimo sexto.

Duas semanas depois de encarar o Coritiba, terá pela frente o Cruzeiro e o Figueirense – hoje, ambos estão na zona da degola: os mineiros estão em 18º (20 pontos) e os catarinenses, uma posição acima (21 pontos).

No meio desta sequência, entretanto, o São Paulo terá pela frente um clássico: no dia 7 de setembro, após os jogos contra Internacional e Coritiba, encara o Palmeiras, no Allianz Parque.

Além de um rival, o confronto traz pela frente o líder da competição – atualmente, o alviverde tem 39 pontos, três a mais do que o segundo colocado Santos.

Além de aproximar o São Paulo da parte de cima da tabela, Ricardo Gomes terá também a missão de melhorar o mau retrospecto em clássicos na temporada: em seis jogos, só uma vitória, dois empates e três derrotas.

A vitória veio justamente contra o Palmeiras, no primeiro turno da competição. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos