Pato marca em estreia, mas Villarreal se complica na Champions

Do UOL, em São Paulo

  • Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images

    Alexandre Pato comemora gol do Villarreal contra o Monaco

    Alexandre Pato comemora gol do Villarreal contra o Monaco

O atacante Alexandre Pato manteve sua tradição de marcar em suas estreias oficiais, mas o Villarreal perdeu por 2 a 1 para o Monaco, no estádio Madrigal, na Espanha, pela ida das eliminatórias da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira (17). Os gols dos visitantes foram do lateral brasileiro Fabinho e do meia português Bernardo Silva.

Com o resultado, o time espanhol precisa vencer o rival, fora de casa, por pelo menos dois gols de diferença ou por um gol desde que faça 3 ou mais (3 x 2, 4 x 3). Caso o Villarreal devolva os 2 a 1 na França, a vaga será decidida na prorrogação e, se necessário, nas penalidades. O jogo está marcado para a próxima terça-feira (23), no estádio Louis II.

Atuando durante os 90 minutos como centroavante, Pato foi o atacante mais perigoso da equipe espanhola no confronto, mas, apesar do gol, falhou em pelo menos duas conclusões pelo alto. 

Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images

Monaco sai na frente

Logo aos 2 minutos de jogo, os visitantes abriram o placar com um gol de pênalti do brasileiro Fabinho. Na jogada, o zagueiro do Villarreal N'Diaye derrubou Bernardo Silva e o árbitro Felix Brych alemão não titubeou em assinalar a falta.

Pato marca em mais uma estreia

Com um coque, o atacante brasileiro Alexandre Pato marcou aos 36 minutos do primeiro tempo. Após dois toques de cabeça, o brasileiro completou para a meta, também pelo alto, e empatou o duelo.

Entre todas as suas estreias, Pato só não marcou com a camisa do São Paulo. Nos outros clubes por onde passou, ele deixou sua marca no primeiro jogo: Inter, Milan, Corinthians, Chelsea e agora Villarreal. O atacante também marcou quando estreou pela seleção brasileira.

Partida piora no segundo tempo e Monaco coloca a mão na vaga

Henio kalis/Reuters
Fabinho marca de pênalti para o Monaco

Sem muitas emoções na etapa final, coube ao meia português Bernardo Silva decidir a partida em uma jogada individual. Aos 27 minutos do segundo tempo, o atleta luso carregou a bola pela intermediária, passou por três marcadores e chutou da meia-lua. A bola ainda desviou na zaga antes  de entrar na meta defendida por Asenjo. 

Depois de sofrer o segundo gol, o Villarreal tentou pressionar o adversário para pelo menos sair com um empate e melhorar sua situação na Champions, porém, desorganizado, os mandantes pouco ameaçaram o Monaco, que ainda teve o defensor Mendy expulso a quatro minutos do fim da partida.

Brasileiros em ação

Além de Pato e Fabinho, o zagueiro Jemerson foi o outro brasileiro titular na partida. Seguro, o atleta, que defendeu o Atlético-MG na última temporada, deu poucos espaços para o ataque do Villarreal.  O ex-corintiano Vagner Love não ficou nem no banco de reservas.

VILLARREAL 1 X 2 MONACO

Data: quarta-feira, dia 17 de agosto de 2016
Local: estádio El Madrigal, em Villarreal (ESP)
Horário: 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Felyx Brych (ALE)
Assistentes: Mark Borsch  e Marco Achmüller (ambos da Alemanha)
Cartões amarelos: N'Diaye (Villarreal); Fabinho, João Moutinho, Mendy e Lemar (Monaco)
Cartão vermelho: Mendy (Monaco)
Gols: Fabinho, aos 2 minutos do primeiro tempo; Pato, aos 36 minutos do primeiro tempo e Bernardo Silva, aos 27 minutos do segundo tempo.

Villarreal: Asenjo;, Gaspar, N'Diaye, Musacchio e José Ángel; Roberto Soriano, Trigueros, Bruno Soriano e Castillejo, Pato e Borré (González).

Técnico: Fran Escribá

Monaco: Subasic; Raggi, Glik, Jemerson e Mendy; Fabinho, Bakayoko, Lemar, Dirar e Bernardo Silva (João Moutinho); Germain (Carrillo).

Técnico: Leonardo Jardim

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos