Modesto admite salários atrasados e diz que venda depende de Gabigol

Do UOL, em São Paulo

  • Luiz Fernando Menezes/Folhapress

O presidente do Santos, Modesto Roma Jr, afirmou que a saída de Gabigol para a Europa depende apenas do jogador. Em entrevista à "Rádio Globo", o dirigente disse haver duas propostas pelo atacante, já aceitas pelo time da Vila Belmiro.

"As únicas propostas que temos é da Juventus e da Inter de Milão", afirmou Modesto. "(A saída) Depende do Gabriel. O Santos não tem que aceitar ou não. Está dentro das cláusulas contratuais, e o Santos cumpre essas cláusulas".

Questionado sobre possíveis reforços para suprir a saída de Gabigol, Modesto afirmou que as peças de reposição já estão no elenco. "O Santos foi ao mercado antes, trouxe Copete, Jean Motta, Yuri, Rodrigão. O Santos foi ao mercado, compôs seu elenco".

Presidente confirma salários atrasados

Durante a entrevista, Modesto Roma confirmou que o Santos deve dois meses de direitos de imagem aos jogadores do elenco. De acordo com o dirigente, o pagamento depende das chegadas de receitas previstas e que ainda não foram recebidas pelo clube.

"Estamos trabalhando para acertar isso. Eles (jogadores) sabem que estamos trabalhando para liquidar isso. Dependem de receitas que deveriam ter entrado e não entraram", afirmou.

O presidente do Santos não descartou a possibilidade de ter de vender jogadores para equilibrar as contas do clube. "Saúde financeira se faz com venda de jogadores. Não é essencial, mas é importante. O Santos para ter um caixa equilibrado, sempre é bom vender alguém do elenco. Nesse ano é bom que isso aconteça".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos