Dupla Olímpica minimiza Europa e promete 'novo visual' por título do Grêmio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

    Walace e Luan já voltaram ao visual antigo depois de celebrar medalha olímpica

    Walace e Luan já voltaram ao visual antigo depois de celebrar medalha olímpica

Walace e Luan descoloriram os cabelos com a conquista da medalha de ouro pelo Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Mas durou pouco. Nesta terça-feira, quando ambos concederam entrevista coletiva no Grêmio, já estávamos com os cabelos pretos em tom mais natural. Mas a extravagância capilar pode voltar, desde que o Tricolor conquiste um título. E para estarem presentes neste momento, ambos minimizam pressão de times europeus para levá-los. 

"Procuro não saber de negociação, deixo para o Grêmio e meu empresário. Quero é focar aqui e estar bem concentrado para vencer", disse Luan. "Eu sou um pouco mais curioso, prefiro saber, sim. Mas sem perder o foco. Penso no Grêmio em jogo a jogo. Tem pessoas qualificadas para trabalharem nesta questão para mim. Não tenho nenhuma ansiedade em sair do país, tenho vontade, mas não pressa", completou Walace. 
 
Enquanto o agente de Luan diz que ofertas de Barcelona e Leicester City chegarão, o Grêmio espera. Afirma desconhecer representantes de qualquer um dos clubes, garante que ninguém tem autorização para negociar em nome do Tricolor. E além disso, definiu mínimo de 30 milhões de euros (R$ 109,4 milhões) para abrir conversas. 
 
Já em relação ao volante Walace, a investida é real. O Espanyol, de Barcelona, subiu a sondagem feita anteriormente, mas nem assim atingiu os 12 milhões de euros (R$ 43,7 milhões) determinados pelo time gaúcho para abrir negócio. O Hamburgo, da Alemanha, enviou emissário à final dos Jogos Olímpicos para observar o jogador, mas até o presente momento não se movimentou com valores. 
 
A direção gremista garantiu, ainda, que uma de suas premissas em eventual negociação é manter ambos até o fim do ano. Tudo porque a obsessão azul, branca e preta é pela conquista de um título para encerrar o jejum de conquistas que dura desde 2001 com títulos importantes e desde 2010 considerando-se o Estadual. 
 
E se a taça vier, a dupla promete nova mudança de visual. "Se o Grêmio conquistar um título, pintamos de novo, fazemos tatuagem, tudo. Pode ser azul, pintamos o cabelo de azul se o título vier. O que importa é o título", sorriu Walace. 
 
O retorno ao time ocorrerá nesta quarta-feira, quando o Grêmio enfrenta o Atlético-PR pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Quem sabe um primeiro passo para o azul tomar os cabelos. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos