União Europeia pressiona Real a devolver R$ 67 mi obtidos com verba pública

Do UOL, em São Paulo

  • EFE/Luca Piergiovanni

    Presidente do Real Madrid, Florentino Perez, participou de processo contestado pela UE

    Presidente do Real Madrid, Florentino Perez, participou de processo contestado pela UE

A União Europeia acionou o Governo da Espanha para que sejam aplicadas punições ao Real Madrid por receber ajudas ilegais do Estado. A UE pressiona para que o time de Madri devolva 18,4 milhões (R$ 67 milhões) de euros, e mais correções, verba liberada irregularmente para a reforma de uma área do clube nos arredores do estádio Santiago Bernabeu.

"A comissão europeia considera que a Espanha concedeu ilegalmente ajudas ao Real Madrid, infringindo artigo 108 do Tratado da União Europeia", informa a sentença.

A União Europeia dá prazo de quatro meses para que a Espanha acione o Real e devolva a quantia financeira aos cofres públicos.

O documento completo da EU possui 31 folhas e explica os detalhes econômicos que resultaram no repasse da verba para o Real Madrid. O material impresso também apresenta as justificativas do Governo espanhol e do clube, além da conclusão da União Europeia.

Outros clubes estão na mira da União Europeia por recebimento de verbas do governo local: Valencia, Hércules e Elche. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos