Agente revela consulta de alemães por campeão olímpico do Atlético

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AFP / Martin Bernetti

    Douglas Santos em ação pela seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio

    Douglas Santos em ação pela seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio

O Atlético-MG ainda não tem ofertas pelo campeão olímpico Douglas Santos. Mas há muitos interessados na contratação do lateral esquerdo. O Hamburgo, da Alemanha, é o mais recente. Os europeus fizeram uma consulta ao estafe do atleta de 22 anos a fim de entender a situação na Cidade do Galo. Contudo, ainda não apresentaram uma oferta aos mineiros.

Robson Dantas, empresário do atleta, é quem confirma o desejo de times do Velho Continente. Ele relata procura por parte dos alemães, mas garante que não são os únicos interessados em contar com o dono da camisa 6 alvinegra.

"Existe sondagem sim. Há também o interesse do Hamburgo. Não foi o único que nos procurou, mas não passou disso. Ainda não recebemos propostas para apresentar ao Atlético. Os clubes devem estar correndo contra o tempo com o fim da janela. Vamos aguardar as ofertas chegarem", disse ao UOL Esporte.

O clube de Belo Horizonte pleiteia receber 10 milhões de euros (R$ 36,6 milhões na cotação atual) para liberar o atleta em definitivo. O garoto tem contrato até 31 de dezembro de 2018 com a agremiação. Contratado junto à Udinese, o jogador custou 3 milhões de euros à diretoria, em julho de 2015.

Daniel Nepomuceno também avaliou a situação de Douglas Santos no decorrer desta semana. O presidente do Atlético garante que não pretende negociá-lo durante a janela de transferências europeia.

"Se Deus quiser (Douglas vai ficar no clube). A gente nunca quer ver um craque nosso sair. Mas qualquer transação tem que vir sendo boa para o clube, boa para o atleta e que não traga nenhum prejuízo para o time de forma técnica. É difícil achar lateral desse nível no mundo", afirmou.

"Não falo de valores. O mercado é quem diz. Mas sabemos muito bem que por ser do Atlético tem que ter uma valorização excelente. Não é uma simples transação. É uma carreira que o jogador terá fora. É difícil de competir com o que o Atlético proporciona, com o centro de treinamento, com a cidade que acolhe muito bem, com a torcida que é apaixonada por esses meninos. Então, tem que ter muita paciência e saber que, se vier alguma coisa, só será efetivada se for boa para as três partes", acrescentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos