Marco Aurélio Cunha vê São Paulo "bipolar" e nega má vontade do elenco

Do UOL, em São Paulo

  • Rafael Ribeiro / CBF

    Marco Aurélio Cunha, ex-dirigente do São Paulo

    Marco Aurélio Cunha, ex-dirigente do São Paulo

Conselheiro vitalício e ex-dirigente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha falou sobre o mau momento vivido pela equipe do Morumbi. Em visita ao CT do clube, o atual coordenador da seleção feminina de futebol disse que as oscilações da equipe não acontecem por má-fé dos jogadores.

"Isso é meio bipolar. Prejudicado pela arbitragem, não chegou à final [da Libertadores]. O São Paulo tem surtos de comportamento, precisamos equilibrar isso. Não é má vontade", declarou.

O São Paulo tem apenas uma vitória nos últimos sete jogos no Campeonato Brasileiro e vem de derrota em casa para o Juventude na Copa do Brasil. Marco Aurélio evitou falar em "crise" no time tricolor, mas disse que falta aplicação em alguns momentos.

"Acho que o São Paulo está em uma situação incômoda. As pessoas falam em crise, querem fazer algo maior do que é. Não é comum o São Paulo estar nesse lugar. Eu já vi o São Paulo perder para time de não tão grande expressão. O clima não favorece o São Paulo, que acha que vai ganhar na hora que quiser. Vi isso durante anos, temos que mudar nossa postura, especialmente em jogos menos expressivos", afirmou.

"Falta este tipo de comprometimento, hoje todos os clubes jogam com insistência, força de marcação, criando uma ou duas oportunidades de fazer o gol. Acontece, já vi acontecer, me preocupa quererem transformar isso em caos. Não tem caos, tem situação incômoda. O São Paulo precisa de tranquilidade e jogadores compromissados a cumprir um esquema tático", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos