"Foram só uns 'Pedala Robinho'", diz líder de torcida sobre agressão no SP

Adriano Wilkson, Vanderlei Lima e Vinícius Segalla

Do UOL, em São Paulo

O presidente da Torcida Independente, Henrique Gomes de Lima, conhecido como Baby, confirmou ao UOL Esporte que alguns dos torcedores que invadiram o CT do São Paulo Futebol Clube no último sábado chegaram a agredir alguns atletas, mas minimizou a importância do incidente.

"Não houve agressão, dano ao patrimônio, nada disso. Entramos pela porta da frente e saímos pela porta da frente. Não quebramos carros, e o material esportivo (15 bolas e dez camisetas do clube) que foi retirado de lá será todo devolvido, e ainda daremos a mesma quantidade de artigos esportivos a instituições de caridade", disse Baby, nesta segunda-feira (29), enquanto aguardava para depor na 5ª Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade).

Ao ser questionado sobre imagens que mostram o jogador Wesley levando um tapa na cabeça, porém, Baby admitiu a agressão. "Ah sim, foram só uns 'Pedala Robinho' e um pisão no pé. não faz mal a ninguém", afirmou, acrescentando que as autoridades podem identificar os agressores pelas imagens que foram divulgadas. Na conta no microblog Twitter mantida pela Torcida Independente, a agressão ao atleta tricolor também é defendida, como se pode ver abaixo.

Reprodução
Mensagem da torcida Independente em rede social defende agressão ao jogador Wesley

O líder da Independente disse ainda que os protestos irão continuar, e que a organizada passará a participar ativamente da política do clube. "Os protestos irão continuar até o time sair dessa situação vergonhosa em que se encontra. E vamos participar da política do clube. Vamos acompanhar as campanhas e ter um papel ativo nas próximas eleições", disse.

Na tarde desta segunda-feira, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo publicou uma nota a respeito das investigações, dando conta da prisão de um suspeito e identificação de outros três. Leia abaixo.

"A SSP informa que policiais militares prenderam em flagrante Iraldo Barreto dos Santos Junior após furtar uma bola do Centro de Treinamento do São Paulo Futebol Clube, durante um tumulto, na manhã de sábado (27/8). Ele confessou o crime, sendo levado ao 91º Distrito Policial e indiciado por furto qualificado. O inquérito será remetido ao Fórum nos próximos dias."

"A invasão ao clube está sendo investigada pela 5ª Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que instaurou inquérito policial e ouvirá representantes do São Paulo Futebol Clube e do sindicato dos atletas."


Protesto anunciado

Nesta segunda-feira, a Torcida Independente divulgou nota afirmando que o protesto que fizeram no último sábado era de conhecimento da diretoria do clube, e que não houve nenhum ato de violência para forçar a entrada no local. Leia abaixo:

"A Torcida Independente informa os fatos ocorridos, no sábado de treino do São Paulo FC, com a verdade:

– O protesto já era de conhecimento da diretoria do SPFC, tivemos personalidades da mídia, blogueiros conhecidos nas redes sociais, todos divulgando;

– Chegamos no CT concentrados, encontramos o público que já estava no portão, Dragões da Real, torcedores comuns e sócios torcedores, que iriam ver o treino na data de hoje. Pra quem não sabe, nem nós sabíamos, torcedores tinham acesso ao treino. A pressão foi imediata, mas o acesso foi sem confronto;

– Não tivemos resistência em nossa entrada. Deparamos com seguranças do São Paulo e policiais militares, na entrada do portão"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos