Maradona se revolta após ser proibido de embarcar em aeroporto da Argentina

Do UOL, em São Paulo

  • JuanJo Martín/EFE

    Maradona e Rocío tentarão embarcar nesta segunda-feira

    Maradona e Rocío tentarão embarcar nesta segunda-feira

O ex-jogador Maradona teve uma noite de domingo agitada. De acordo com a imprensa argentina, dentre eles jornais como Olé e Clarin, ele não pôde embarcar em um voo e acabou dando chilique.

Maradona ia viajar de Buenos Aires para Dubai em um voo da Emirates. Mas, ao tentar fazer check-in, ele foi informado que o passaporte dele constava como roubado.

"É lamentável. Estou indignado. Me disseram que meu passaporte aparecia como roubado. Nós jamais denunciamos nem o roubo nem a perda do meu passaporte. Isso não vai ficar assim. É claramente uma manobra de um político traidor. Por isso disse a Morla (Matías, advogado) que amanhã (segunda-feira) de manhã vá à Justiça esclarecer o tema", falou Maradona ao site argentino Ciudad.com.

Ao ter seu embarque vetado, Maradona começou a ficar irritado e gritar no aeroporto de Ezeiza. O ex-jogador pediu que o Registro Nacional de Pessoas (Renar) explicasse a situação e emitisse um passaporte na hora para ele.

As autoridades informaram que o voo sairia no horário e que Maradona precisava solucionar o problema para embarcar. Como não conseguiu, tanto o ex-jogador como Rocío Oliva, sua namorada, não conseguiram embarcar.

Eles tentaram ir para Dubai nesta segunda-feira, pois Maradona tem compromissos comerciais nos Emirados Árabes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos