Quatro identificados em invasão no SP são diretores de torcida organizada

Vinícius Segalla

Do UOL, em São Paulo

Os quatro torcedores que foram identificados até agora pela polícia como participantes da invasão do CT do São Paulo no último sábado (27) são todos membros da diretoria da torcida Independente, a maior uniformizada do clube tricolor.

A informação é da delegada Margareth Barreto, da Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), responsável pelo inquérito aberto para apurar o caso.

"Ontem (29) nós ouvimos os quatro torcedores que foram identificados até agora. São todos membros da diretoria da torcida Independente. Ainda é cedo para dizer se serão indiciados, ainda estamos analisando as imagens de vídeo disponíveis", disse a delegada.

De acordo com ela, o delito investigado por ora é o de invasão de domicílio (Artigo 150 do Código Penal, que inclui invasão de local de trabalho), que tem pena de um a três meses de detenção ou multa. Para que se passe a investigar um possível crime de lesão corporal (detenção de três meses a um ano), é preciso que a vítima vá até a delegacia e dê queixa, o que não ocorreu até agora.

 Os nomes dos diretores não foram revelados até agora, à exceção de um deles, o presidente da Independente, Henrique Gomes de Lima, conhecido como Baby, que conversou com o UOL Esporte e disse não ter cometido crime algum.

"Não houve agressão, dano ao patrimônio, nada disso. Entramos pela porta da frente e saímos pela porta da frente. Não quebramos carros, e o material esportivo (15 bolas e dez camisetas do clube) que foi retirado de lá será todo devolvido, e ainda daremos a mesma quantidade de artigos esportivos a instituições de caridade", disse Baby, nesta segunda-feira (29), enquanto aguardava para depor na Drade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos