Corinthians estuda acordo de R$ 10 milhões com marca de cerveja

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Mauro Horita/AGIF

    Marcas de parceiros são exibidas no painel virtual no CT do Corinthians

    Marcas de parceiros são exibidas no painel virtual no CT do Corinthians

O Corinthians estuda mudar o fornecedor oficial de cervejas em sua arena. O time paulista mantém conversas com a Estrella Galicia, marca espanhola de bebida que prometeu pagar R$ 10 milhões por ano de contrato para ter sua bebida comercializada em Itaquera (em eventos que a lei permitir), além de expor o logo da empresa em propriedades de marketing alvinegras. 

O valor é do agrado de parte do Conselho corintiano, mas não é unanimidade. O problema é que, para fechar acordo, o time precisaria romper o contrato que tem com a Ambev até abril de 2017. 

Por conta da lei brasileira, nenhuma empresa de cerveja pode exibir sua marca em uniformes de futebol. Como alternativa, a Ambev expõe a marca de Brahma em placas nos campos do CT Joaquim Grava e no painel virtual para as coletivas de imprensa.

Além disso, a Ambev mantém parceria com os maiores clubes do Brasil no Movimento Por Futebol Melhor, que, entre outras coisas, dá benefícios aos times e aos torcedores com base no desempenho dos respectivos planos de sócio-torcedor.

No Conselho, há quem critique a mudança por um suposto conflito de interesse. Isso porque o CEO da Estrella Galicia no Brasil é Fábio Rodrigues, que já participou do Conselho corintiano e tem boa relação com o ex-presidente Andrés Sanchez.

O UOL Esporte tentou contato com o Corinthians, que não respondeu aos contatos. Conversou com a Estrella Galícia, que negou conversas com a diretoria corintiana. A Ambev não quis se pronunciar porque não foi notificada sobre nada pelo clube. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos