Crise na Venezuela preocupa Argentina antes de jogo das Eliminatórias

Do UOL, em São Paulo

  • Boris Vergara/Xinhua

    Venezuela vive tensão política contra o governo de Nicolás Maduro

    Venezuela vive tensão política contra o governo de Nicolás Maduro

A situação política da Venezuela preocupa a seleção argentina, que irá para o país na próxima terça-feira (6) realizar o jogo válido pela oitava rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo.

O final desta semana, que antecede o jogo entre seleções, promete grandes manifestações contra o governo de Nicolás Maduro, as quais resultarão no fechamento do espaço aéreo a voos privados e drones na quinta-feira (1º), além de um alerta para os próximos quatro dias.

A seleção argentina sairá de Buenos Aires rumo à Venezuela no próximo domingo (4), após enfrentar o Uruguai em Mendoza. O voo terá uma parada em Manaus e depois seguirá diretamente a Mérida, local da partida. Na cidade, a equipe terá a segurança reforçada, segundo o jornal "La Nacion".

"Temos todas garantias para viajar. Vamos estar atentos à evolução dos acontecimentos, mas confiamos em poder jogar contra Venezuela na próxima terça", declarou Jorge Miadosqui, secretário de seleções da AFA (Associação do Futebol Argentino).

O Barcelona entrou em contato com a AFA para coordenar o retorno de Messi e Mascherano à Espanha. De acordo com a programação da seleção, a volta dos atletas terá uma parada em Lima, no Peru, de onde parte do grupo partirá direto para Europa e outra irá para Buenos Aires.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos