Cruzeiro confirma venda de joia para clube grego e fatura R$ 4 milhões

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação/Cruzeiro

    Zagueiro Bruno Viana, do Cruzeiro, em entrevista na Toca da Raposa

    Zagueiro Bruno Viana, do Cruzeiro, em entrevista na Toca da Raposa

Nesta tarde de quarta-feira, último dia com a janela de transferências internacional aberta, o Cruzeiro confirmou a venda do zagueiro Bruno Viana para o Olympiacos. O jogador de 21 anos já se apresentou ao clube grego, realizou exames médicos e firmou o contrato. Neste novo clube, o defensor será novamente comandado pelo português Paulo Bento, com quem trabalhou recentemente no próprio Cruzeiro.

Segundo apuração do UOL, os mineiros receberão 1,2 milhão de euros (R$ 4,35 milhões na cotação atual) na ida do jogador para a Europa e ainda terão 25% de uma futura venda do zagueiro de 20 anos. O defensor foi liberado na última terça-feira (30) para negociar a mudança para a cidade da Grécia. Os europeus desembolsarão 2,4 milhões de euros (R$ 8,7 milhões) para adquirir 75% dos direitos econômicos do jogador.

Embora receba a metade exata do montante envolvido na negociação, o clube de Belo Horizonte cederá somente 25% dos direitos econômicos da promessa revelada em suas categorias de base. A outra fatia que tem direito – idêntica à comercializada – seguirá com a agremiação.

Os outros 50% de Bruno Viana – pertencentes a investidores – custarão 1,2 milhão de euros aos cofres do Olympiacos. A negociação foi conduzida pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares e o gaúcho Jorge Machado, empresário responsável por gerenciar a carreira do jogador.

A ida de Bruno Viana para a Grécia foi um pedido de Paulo Bento, antecessor de Mano Menezes na Toca da Raposa II. O lusitano escalou o atleta em 15 das 17 partidas que disputou à frente dos mineiros. Fã do futebol apresentado pelo garoto, ele não hesitou em indicá-lo à diretoria do Olympiacos.

Se, por um lado, o Cruzeiro aceitou vender Bruno Viana para o Olympiacos, por outro, recusou a saída de Manoel para o Besiktas. Mesmo que houvesse um acordo que permitisse a venda por parte do Atlético-PR mediante o pagamento de uma multa, o clube se manifestou e foi contrário à negociação, uma vez que os paranaenses não pretendiam desembolsar o montante referente à cláusula. O defensor maranhense, portanto, seguirá na Toca da Raposa II.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos