Atlético-MG supera meta de vendas e consegue evitar problemas financeiros

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AFP / Martin Bernetti

    Douglas Santos em ação pela seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio

    Douglas Santos em ação pela seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio

Em novembro o conselho deliberativo do Atlético-MG aprovou o orçamento para 2016, com a previsão de faturamento recorde na história do clube. O documento levado pela diretoria e avaliado pelos conselheiros estipulava que o clube alvinegro arrecadaria R$ 253 milhões durante a temporada, superando os R$ 227,8 milhões de 2013. Entre as receitas do clube para 2016 estava o valor estipulado para vendas ou empréstimo de jogadores. A diretoria do Atlético-MG projetava faturar R$ 60 milhões apenas com negociações e conseguiu.

Com a venda de Douglas Santos, confirmada nesta quarta-feira, o time mineiro conseguiu passar desta meta para 2016. Até o momento foram cinco transferências que renderam mais de R$ 70 milhões ao clube. Como no contrato entre Atlético e Hamburgo-ALE existe uma cláusula de sigilo, os valores da venda de Douglas Santos não foram confirmados por nenhuma das partes.

O UOL Esporte apurou que a pedida atleticana foi de 10 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões). No entanto, o clube alemão não pagou o valor integral. Por isso, o Atlético tem direito a um percentual numa futura negociação do lateral esquerdo. Informação confirmada pelos dois clubes, mas sem nenhum tipo de detalhe.

Mas como vai receber mais de R$ 27 milhões pela transação, como apurou o UOL Esporte, o Atlético já conseguiu superar a barreira de R$ 60 milhões, como estipulado no orçamento de 2016. Algo que vai dar tranquilidade para o presidente Daniel Nepomuceno conduzir o clube nos próximos quatro meses, sem sofrer com grandes problemas financeiros. O próprio dirigente já havia falado sobre a necessidade de fazer alguma venda no segundo semestre.

"O futebol, de acordo com o preço que a gente acha interessante, tem que ser feita algumas vendas, como eu já fiz", comentou o dirigente alvinegro anteriormente.

Além de Douglas Santos, os outros negócios que renderam dinheiro ao Atlético em 2016 foram as vendas de Jemerson para o Mônaco (R$ 25 milhões), Giovanni Augusto para o Corinthians (R$ 17 milhões), Eduardo para o Internacional (R$ 2,8 milhões) e a parte que o clube recebeu pela negociação entre Corinthians e Sporting-POR pelo atacante André (R$ 700 mil).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos