Decisão bloqueia R$ 1,2 mi de Gabigol e ameaça proibir Santos de contratar

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Twitter

    Gabigol é anunciado pela inter de milão

    Gabigol é anunciado pela inter de milão

Pelo menos por enquanto, o Santos não terá direito a todo o dinheiro que esperava pela venda de Gabigol à Internazionale de Milão. Em uma ação judicial, a empresa Kirin Soccer bloqueou R$ 1,2 milhão do que o alvinegro teria direito pela transação – se não cumprir, o clube pode ser proibido de contratar e vender atletas.

"OFICIE-SE ao BANCO CENTRAL DO BRASIL para o bloqueio de qualquer crédito vindo do exterior em nome do SANTOS FUTEBOL CLUBE até o valor de R$ 1.157.639,96. A parte Exequente deverá imprimir o ofício e comprovar o protocolo nos autos em até 10 dias.OFICIE-SE à FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE FUTEBOL - FIFA para CIÊNCIA da penhora e adoção das providências cabíveis em caso de não cumprimento da ordem judicial, inclusive, se o caso, proibindo a agremiação de novas transações", diz a decisão, proferida pela 4º Vara Cível de Santos.

A ação é referente a uma comissão pela venda de Montillo ao Shandong Luneng, da China – a Kirin acertou com o Santos um acordo para intermediar a operação, com comissão de pouco mais de R$ 1 milhão.

A cobrança atingiu vários patrocinadores do Santos, que receberam ofícios para depositar juízo eventuais quantias devidas ao clube, mas não houve êxito. Dentre as empresas acionadas estão Pepsi, Globo e Royal Air Maroc.

Com o bloqueio, o alvinegro receberá cerca de R$ 51,8 milhões pela venda do atacante. A maior parte da receita será usada para financiar o dia a dia do clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos