Técnico ignorou filho que 'descobriu' Messi aos 13 em game: "ok, filho"

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters

    Alex McLeish já treinou times como a seleção da Escócia e o Rangers

    Alex McLeish já treinou times como a seleção da Escócia e o Rangers

Em 2001, o garoto Jon chegou até seu pai e disse maravilhas sobre um jovem jogador do Barcelona. Na verdade, Jon diz que perturbou seu pai, então técnico do Rangers, da Escócia, para que ele desse uma olhada com carinho no argentino que estava nas categorias de base do Barça.

O comandante do Rangers, Alex McLeish, ignorou seu filho. Por consequência, ignorou Lionel Messi. Jon também era só um garoto, mas já era viciado em futebol. E viciado em games. Fã do jogo Football Manager, ele percebeu que Messi tinha números muito acima da média.

"Eu já estava contratando esse garoto para o primeiro time do Barcelona e ele começou a fazer vários gols. Ele tinha 13 ou 14 anos. A primeira coisa que fiz quando percebi isso foi avisar meu pai", contou Jon em um documentário sobre o game em questão.

Alex McLeish, hoje técnico do Zamalek, do Egito, confirma a história. "Ele me disse que esse garoto seria o melhor jogador do mundo. Eu disse: 'ok, filho', e dei um tapinha em sua cabeça. E esse garoto era Lionel Messi", relembrou McLeish.

McLeish, então, perdeu a chance de sondar Messi. E o único da família que pôde comandar o craque argentino foi o jovem Jon, que descobriu o argentino nas categorias de base, ainda que virtualmente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos