Promessa do Fla e ex-corintiano marcam em vitória da seleção Sub-20

Do UOL, em São Paulo

O bom primeiro tempo da seleção brasileira sub-20 rendeu vitória sobre a Inglaterra por 2 a 1 neste domingo (04), no Aggborough Stadium, na cidade de Kidderminster. O time canarinho foi muito bem no primeiro tempo e abriu dois gols de vantagem com o flamenguista Lucas Paquetá e o ex-corintiano Malcom, enquanto os ingleses descontaram com Dominic Calvert-Lewin.

A seleção já tinha vencido os ingleses na última quinta-feira (01), quando foi melhor nos pênaltis após empate por 1 a 1. Os amistosos servem de preparação para o Campeonato Sul-Americano sub-20, a ser disputado em janeiro de 2017 no Equador. Se ficar entre os quatro primeiros do continente, o Brasil garante vaga no Mundial da categoria, que será na Coreia do Sul.

O goleiro do Vitória Caíque mostrou segurança com a camisa da seleção brasileira. Além da confiança, Caíque foi muito bem ao defender a cobrança de pênalti de Adam Armstrong aos 15 minutos de jogo. O Brasil então ganhava por 1 a 0, e a defesa foi ainda mais decisiva pois a vantagem seria ampliada logo em seguida. A penalidade aconteceu após falha de Lyanco.

No segundo tempo, Caíque travou duelo particular com Calvert-Lewin e acabou vazado após cabeceio.

Seleção aproveita erros da Inglaterra

O Brasil abriu o placar em boa escapada de Felipe Vizeu pelo lado direito. O atacante cruzou prensado, e Lucas Paquetá se adiantou à zaga inglesa para desviar a gol. Pouco depois os ingleses tiveram chance de empatar de pênalti, mas Armstrong cobrou mal demais e Caíque fez a defesa.

Joias da base do Flamengo, Vizeu e Paquetá foram campeões com o clube carioca na Copa São Paulo de Juniores. 

Daí em diante, a seleção mostrou bom padrão tático, foi organizada e passou a pressionar mais a saída de bola adversária. Foi em uma dessas investidas ao campo ofensivo que conseguiu ampliar. O goleiro Woordman recebeu recuo horroroso, tentou dominar e deu de graça o segundo gol para Malcom.

Caíque voltou a ser importante no segundo tempo pois o Brasil caiu de produção e deixou a Inglaterra se soltar. A velocidade do adversário deixou o time canarinho em apuros duas vezes. Primeiro Calvert-Lewin escapou pela esquerda e bateu cruzado para o goleiro brasileiro espalmar, e logo na sequência o mesmo inglês aproveitou cruzamento para cabecear às redes e dar números finais ao jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos