Sem Messi, Argentina sofre com a Venezuela, mas arranca empate no fim

Do UOL, em São Paulo

Sem poder contar com Lionel Messi, a Argentina apresentou grandes dificuldades diante da Venezuela, lanterna das Eliminatórias, fora de casa. Nesta terça-feira (6), a equipe de Edgardo Bauza chegou a ficar com dois gols de desvantagem no placar antes de, enfim, conseguir o empate em 2 a 2.

O resultado tira a Argentina da liderança, ultrapassada pelo Uruguai. Dependendo dos resultados da rodada, o time de Bauza poderá terminar na quarta colocação. Já a Venezuela, que ainda não conseguiu vencer nas Eliminatórias, segue na lanterna, com apenas dois pontos.

Na próxima rodada, as duas equipes jogarão fora de casa: a Argentina visita o Peru, enquanto a Venezuela encara o Uruguai. Ambos os jogos acontecerão em 7 de outubro.

Substituto de Messi pouco faz e Venezuela aproveita

AFP PHOTO / FEDERICO PARRA

Sem poder contar com o lesionado Messi, Bauza decidiu mudar o esquema tático da seleção argentina e adicionar o meia Banega no time titular. Durante o primeiro tempo, o novo camisa 10 chegou a ter duas chances de balançar as redes, mas não conseguiu aproveitar.

As duas chances de Banega foram as melhores da Argentina no primeiro tempo. Sem Messi, o time de Bauza sofria para conseguir criar oportunidades. E foi punida aos 36 minutos: Juanpi colocou entre as pernas de Rojo, trouxe para perna esquerda e chutou de fora da área, no ângulo de Romero.

Bauza não muda e Venezuela amplia

Apesar do fraco primeiro tempo, Edgardo Bauza decidiu voltar do intervalo sem alteração na equipe argentina. E aos 8 minutos, a situação ficou ainda pior: Rondón ganhou a disputa pela lateral, invadiu a área e rolou para Martínez. O atacante teve calma para ameaçar o chute, enganar Romero e tocar para o gol vazio.

Aposta de Bauza balança as redes

AP Photo/Fernando Llano

Convocado pela primeira vez depois da chegada de Edgardo Bauza à Argentina, Lucas Pratto foi titular mais uma vez. Depois de um primeiro tempo apagado, o atacante do Atlético-MG deixou sua marca na segunda etapa, o primeiro dele pela seleção.

Aos 13 minutos, Lamela achou Pratto dentro da área, que tentou na primeira, teve seu chute bloqueado, insistiu e conseguiu mandar para o fundo do gol de Dani Hernández.

Argentina pressiona e consegue empate

Depois do gol de Pratto, a Argentina passou a se lançar mais ao ataque e teve duas chances para empatar a partida. Aos 17 minutos, Rojo recebeu de Banega e cruzou fechado. Ao tentar cortar, Vizcarrondo quase marcou contra. Três minutos mais tarde, Hernández precisou trabalhar duas vezes para evitar o gol, em chutes de Banega e Di María.

Na sequência, Bauza mexeu na equipe pela primeira vez: Ángel Correa entrou no lugar de Lamela e o atacante Alario substituiu o volante Biglia. As mudanças deixaram a Argentina mais ofensiva e ainda foram ajudadas pelo fato de a Venezuela seguir com uma postura ofensiva, apesar da vantagem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos